Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

Eu pedi forças

E Deus deu-me dificuldades

Para me fazer forte

 

Eu pedi sabedoria

E Deus deu-me problemas

Para resolver

 

Eu pedi prosperidade

E Deus deu-me o cérebro

E músculos para trabalhar.

 

Eu pedi coragem

E Deus deu-me obstáculos

Para superar.

 

Eu pedi amor

E Deus deu-me pessoas

Com problemas para ajudar.

 

Eu pedi favores

E Deus deu-me oportunidades.

 

Eu não recebi

Nada do que pedi

Mas recebi tudo o que precisava.

 

(Prece publicada por Laurinda Alves na saudosa Revista XIS )

 

Foi mesmo assim, quanto mais ajuda pedia, mais carências e desamparo se iam revelando ao meu redor...

E percebi, como refere a oração acima, que o amor que eu pedia, que entendia me estar a ser injustamente negado...

Pois esse "amor" podia encontrar outras formas de se fazer presente na minha vida.

Em plena agenda de reuniões intercalares, quando leio os processos dos alunos, escuto as  directoras de turma relatar alguns percursos, quando conheço alguns encarregados de educação...O meu coração gela.

Depois, quando sabedora destas fragilidades, olho alguns dos meus alunos nos olhos, tudo se clarifica...

E percebo todo o campo imenso e sedento que espera pelo meu cuidado e atenção.

A vida é  surpreendente e tem, mesmo à nossa revelia, planos para nós.



publicado por Marta M às 18:19
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
29

30
31


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO