Quinta-feira, 20 de Outubro de 2011

Vale!

Depois de tudo o que nos tem caído em cima e, talvez, exactamente por isso, procuro intensivamente razões para continuar a acreditar no meu país.

E luto e procuro-as, porque preciso (precisamos) delas. Mais do que nunca.

Depois de em choque, ter visualizado estas imagens de desamparo e crueldade (aqui, por exemplo) percebo com mais certezas porque é que nós valemos a pena.

Esta situação indigna e desumana não poderia ocorrer em Portugal.

Tenho a certeza disso. E vocês também.

Temos alma e compaixão e, para o bem e para o mal (que nos ocupamos por vezes demasiado da vida alheia) o outro existe e conta.

Por isso amigos, façamos o que é preciso, lutemos para que haja limites quando abusarem da nossa paciência e boa vontade, lutemos por reformar o país e a classe política... Mas não se desista do país.

Não se baixem nunca os braços.

Pode faltar-nos os meios financeiros, podemos não estar a crescer economicamente como a China, mas temos o que é mais importante e não trocaria este país por nenhum outro...

Como disse Fernando Pessoa *  que, também, compreendeu a nossa alma:

"Tudo vale a pena, se a alma não é pequena"

 

A nossa Vale, repito.

 

Nota*- Erro meu! Coloquei as palavras de Fernando Pessoa na boca de Camões. Penso que é um erro comum e, provavelmente, tenho persistido nele há anos..Agradeço a mfssantos a chamada de atenção. Abraço grato para ti.



publicado por Marta M às 12:32
Miilay:
Tenho a certeza que em Portugal, arrisco na Europa e na maioria dos paíse civilizados, isto não acontecia.
Inqualificável.
Abraço grato pela visita
Marta M
Marta M a 29 de Outubro de 2011 às 22:46

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
29

30
31


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO