Sábado, 21 de Maio de 2011

Visite aqui: Movimento 560

Temos uma amiga muito querida cá de casa que está de visita à Alemanha.

Sim, à Alemanha, aquele país que tantas dores de cabeça e desarmonias sérias tem provocado à Europa e que a História demonstra à exaustão...

Curiosa eu, muito tenho perguntado sobre paisagens, hábitos e gastronomia. E sobre supermercados.

Sim, os supermercados são excelentes laboratórios sociológicos para se ler a realidade de um país.

Basta estar atentos às pessoas e aos seus hábitos de consumo numa caixa registadora e muito se percebe sobre as finanças, educação e cultura de uma população.

Pois esta jovem tem nos contado algumas particularidades dos Alemães. Que são altos, loiros, de olhos azuis, e particularmente pretensiosos -pois já se sabe.

Mas que, comprovadamente, são também um bom exemplo no que conserne à educação, organização e produtividade. 

Tudo boas práticas que fazem falta cá ao burgo. 

Conta-nos esta amiga que em qualquer corredor de supermercado, existe uma variedade enorme de produtos à disposição, sejam copos, massas, carnes, enlatados, roupas, carnes, bebidas..Mas que, quase 90% dessa oferta, provém da indústria alemã.

Aqui temos o inverso, pouquíssimo apoio às indústrias portuguesas, para além do provincianismo de que, inúmeras vezes, sublinha que "o que é importado é superior".

Não sou adepta deste Mercantilismo puro e definitivo como solução para qualquer país, até porque é evidente que, economicamente, este tipos de isolamento não é suportável a longo prazo mas que, como solução temporária e de recurso, é importante praticar ciclicamente.

Por isso, fórmula vencedora, recomenda-se.

Consumamos produtos portugueses sempre que existir essa possibilidade, façamos um pequeno esforço para estar mais atentos a essa possibilidade da próxima vez que formos às compras.

Preservemos os empregos dos portugueses e incentivemos a indústria nacional nesta fase tão difícil que atravessa o nosso país.

Portugal conta, também, connosco.

 

Nota: Este post resultou de uma apelo recebido da minha amiga Rute :)



publicado por Marta M às 18:49
Olá Marta vim deixar uma beijoquinha doce made in PORTUGAL" e não podia concordar mais. Temos de fazer um sacrifício e comprar o que é nosso eu já o fazia em muitas alturas pois gosto muito de comprar agricultura biológica ainda e tenho alguma atenção as rótulos. Temos de zelar pelo que é nosso e assim "evitar" quiçá mais falências e desemprego quando temos produtos de qualidade tão boa. Pena serem mais caros, mas por vezes é como o outro dizia "o que é barato, sai caro" até na nossa saúde. Um beijinho e resto de uma boa semana para todos os seus e para si. Um abraço
Fátima Soares a 26 de Maio de 2011 às 16:22

Fátima:
Devo-lhe uma série de respostas e agradecimentos.
Mas o tempo não estica, mesmo para quem me merece.
O país e os nossos precisam de nós, de facto.
E apostemos neles, não amiga?
Recebi o seu selinho e agradeço imenso o gesto e a lembrança ;)
A distinção honra-me a ideia é mesmo simpática.
Vou colocá-lo aqui oportunamente.
Obrigada pela sua amizade, pelo seu carinho e pela consideração :)
Abraço grande e grato
Marta M
Marta M a 28 de Maio de 2011 às 19:19

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

29
30
31


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO