Sábado, 06 de Novembro de 2010

Este é um tempo lento...

Enquanto todos se adaptam à perda, vamos retomando a vida e tentando dar-lhe um sentido que nos traga conforto.

E vamos nos valorizando mais uns aos outros (espero que dure...) porque percebemos como isto tudo é tão frágil.

Enquanto pensamos na nova estrelinha que agora vela por todos nós (temos  certeza!) vamos somando e enquadrando tudo o que aconteceu nos últimos dias...

Uma vida querida que cumpre os seus ciclos e mesmo assim continua presente e alinhada connosco e as aprendizagens forçadas e profundas que se impõem neste período...Tudo há que "encaixar".

O olhar dos mais jovens que, incrédulos com a precariedade da vida, se confrontam com o que ela tem de mais duro e difícil - pela primeira vez.

E saem mais magoados, mais fragilizados pelo confronto com a sua condição humana, mas ao mesmo tempo, surpreendentemente, mais fortes para lidar com ela.

Admiro-os pela aceitação madura, ainda que, notoriamente, muito doída.

Digna, numa palavra.

Contradições em dias que escurecem tão cedo...



publicado por Marta M às 17:05
Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
19
20

21
22
25
26
27

28
29


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO