Sábado, 02 de Janeiro de 2010

 

JANUS

 

   Eu, confessa pouco apreciadora da Mitologia Greco-Romana, invoco hoje este deus romano, antigo rei do Lácio, considerado o protector das portais das cidades e dos caminhos, das transições e, também, dos inícios e fins. O seu principal templo, em Roma, apenas se encerrava em tempo de paz, simbolizando uma continuidade estável.

A sua representação é feita a partir de uma esfinge com duas faces opostas, por lhe ser atribuída uma extraordinária sagacidade que lhe permitia ver simultaneamente o futuro e o passado e cuja homenagem ocorria no primeiro dia do ano do calendário romano e dava o nome ao seu primeiro mês (Janus = Janeiro).

Pelo dito se compreende que neste iníco de ano, em que mesmo a partir de uma construção fictícia de "transição" e "paragem" no tempo, faça algum sentido falar deste personagem mitológico para ilustrar esta ideia de transição entre o fim de um ciclo e o início de outro.

Desde os tempo primordias que o Homem tem tentado controlar o tempo e o seu destino, ou a mudança dele. O calendário instituído, para mim, é só mais uma face dessa tentativa..

Se calhar precisamos muito deste marco, desta mudança de numeração, desta ideia de renovação e desta sensação  de deixar o menos bom para trás e que "recomeçamos"...

Ou temos, ao menos numa época específica do tempo, a possibilidade de mudar ou aspirar a novos propósitos...

E no entanto mantemos uma linha de continuidade que nos dá alguma segurança...

Mesmo que, olhando mais de perto, nem tudo seja totalmente verdade ou real.

A condição humana tem destas contradições e, assim sendo, a imagem de Janus ilustra na perfeição essa "ruptura" na  linha contínua do tempo.

   E porque somos apenas humanos e estamos em época de desejar aos

amigos queridos e a todos os que fazem o favor de me visitar,

Um bom Ano Novo,

fica uma mensagem de esperança e de renovação:

    

 



publicado por Marta M às 19:53
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
20
21
22

24
25
27
28
29
30



Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO