Quinta-feira, 05 de Abril de 2012

"Eu pedi amor

E Deus deu-me pessoas

Com problemas para ajudar."

Revista XIS -2006

E abre-se uma Janela.

Sempre.

Ontem escutei todas aquelas palavras ingratas que coroam esta época baixa que atravesso...

Mais uma vez constatei o que já sei, mas que me custa admitir: que nem todos os investimentos têm retorno garantido, e menos o amor que se dedica...

É cuidar, fazer e...esquecer. Entregar literalmente, portanto.

E sentia o peito apertado, as mãos fechadas, a desilusão instalada e castradora...

Mas nada é absolutamente estanque ou definitivo, a vida sempre surpreende e, sem aviso prévio, nos requisita de volta.

Assim, no dia a seguir às palavras duras e à falta de compreensão, surge a mão...

Não a mão a que se perguntou por carinho, não a mão grata, mas a mão que pede.

A mão que hoje de manhã se estendeu para mim, não foi a que tanto esperei, mas foi a mão certa, reconheço-o.

Quando a caminho do café matinal, passo lento, reflectia sobre a injustiça e procurava respostas... Surge a voz e,  timidamente, pede ajuda:

- Menina...

Lá estava ela, a minha resposta, corporizada numa senhora idosa, sentada nas escadas de acesso a um prédio. Pequenina, com o pé enfaixado e a mão estendida em minha direcção.

Disponibilizei-lhe a minha e senti imediatamente o calor da sua. Segurei aquela mão calejada e endurecida pelos anos e, surpreendentemente, senti-a quente e amável.

Ajudei-a subir até ao seu andar com a  muleta do outro lado.

Agradeceu-me tanto...

E no entanto eu é que devia agradecer-lhe.

Foi uma dádiva para mim ajudá-la, sentir a sua mão na minha, e a possibilidade daquela troca tão humana.

Estava mesmo a precisar de uma mão, e ela veio.

Obrigada eu, minha senhora..... :)

 



publicado por Marta M às 21:56
Marta! minha amiga não sei que diga. Que post sublime e marcante. Assim é a mão que se precisa quando estamos embrenhados nos nossos problemas e perto há pior. Claro que há muito melhor e quem tenha tudo facilitado mas esses também não conhecerão a verdadeira felicidade ou significado das coisas. Por vezes é preciso esse peito apertado, a desilusão instalada e castradora como bem diz para no instante seguinte respirarmos como se nos dessem uma golfada de ar do mais puro que existe. Um imenso abraço e um beijinho com muito carinho e amizade. Boa Páscoa para si e todos que ama e tudo a correr melhor que a vida seja mais macia e os dias mais suaves. Descanse amiga e força! Abraço apertado. Obrigada pela companhia ao longo da minha estrada!
Fátima Soares a 5 de Abril de 2012 às 23:40

Eu é que agradeço a disponibilidade de me ler e a compreensão...
No fundo Fátima, há muitas mãos que nos são estendidas e nem damos por elas, de tanto ficar a aguardar que alguns se levantem.
Provavelmente é essa abertura e disponibilidade que a ingratidão ensina.
Nem tudo é totalmente mau, pois não?
Um abraço grato pela visita e pelo comentário
Marta M
Marta M a 18 de Abril de 2012 às 21:44

Dar e receber. Dar sem pedir em troca.
É nesta partilha que cada um de nós fica um pouquinho mais preenchido e menos pobre.
Coisas simples. Coisas pequenas que nos fazem sentir GENTE e de novo repensar que:
Ainal a vida vale a pena, em pequenos nadas, em pequenos gestos.

Feliz época Marta.


DyDa/Flordeliz a 6 de Abril de 2012 às 00:10

Sim Flor - esse despendimento no dar é algo que (à força,confesso) ando a trabalhar continuamente dentro de mim....
Um abraço grato pela visita
Marta M
Marta M a 18 de Abril de 2012 às 21:46

Marta, damos aquilo que temos de melhor, tu estendeste a tua mão firme, segura, e calorosa, com a intenção de ajudar e minimizar o sofrimento daquela senhora diante de uma difilcudade. Recebeste outra com tudo aquilo que precisavas no momento. Uma mão sem cobrança, apenas grata pela tua bondade, mas que te aqueceu o coração. Uma mão desconhecida, que acalmou tua angústia. Uma mão que veio na hora certa, e que te acordou do pesadelo. Uma mão que vai estar sempre aberta e que muitas portas te vai abrir. Não desanimes...Tudo vai correr bem!!

Beijinhos
UMA FELIZ E SANTA PÁSCOA !!
libel a 6 de Abril de 2012 às 13:09

Olá Libel:
Procuro sempre o lado mais iluminado.
Não amiga, nunca desanimo, só mudo os apoios....
Um abraço grato pela tua visita e comentário sempre tão positivo :)
Marta M
Marta M a 20 de Abril de 2012 às 16:17

Marta
Sim, como escrevi há tempos, é muito difícil sentir gratidão na dádiva em si e por si, sem esperar outra retribuição. Sentir o “EU – TU” transformar-se de imediato no NÓS, sentir esse “maior - do - que - eu - que - me - habita”. Sentir a alegria que existe unicamente no facto de dar e agradecer interiormente o beneficiário da nossa generosidade, pois foi ele que permitiu, sem o saber, fazer-nos entrar em contacto com a melhor parte de nós: Aquela que tem a consciência da infinita riqueza da troca e da partilha. E tu sentiste/sentes essa infinita riqueza. Bem hajas!
Marta, minha amiga, queria também dizer-te que gostaria muito que colaborasses no http://reinventarumportugalmaisrisonho.blogspot.pt/ Seria um contributo precioso neste projecto e estaríamos mais juntas, também :) A Ana vai enviar-te o convite formal. Um beijinho grande e que passes uma tranquila e santa Páscoa.
Teresa
http://optimismoemconstrucao.blogspot.pt/
descobrirafelicidade a 6 de Abril de 2012 às 15:03

Teresa, minha amiga:
Como enriqueces este espaço...Como o amplias...
Bem hajas tu pela compreensão e pelo acompanhamento que fazes destas minhas reflexões que afloram em várias frentes e por tantas razões...
Tenho crescido amiga, muito ao sabor dos "naufrágios",como lhe chama acertadamente Christiane Singer (conheces?)
Tento encontrar respostas, ou pelo menos estar sempre do lado mais solar. Nem sempre consigo, mas às vezes percebo que sim - que cresci.
E que avanço, mesmpo sem saber exactamente para onde....E nem sempre isso é mau, pois não? Deixar o mistério desenrolar-se...
Agradeço de coração o convite e o luxo de ser incluída em energias tão positivas. Prometo dar o meu melhor :)
(Este Domingo publicarei)
Um abraço grato de te conhecer
Marta M
Marta M a 20 de Abril de 2012 às 16:27

"Quando lanço ao outro um olhar amoroso, revelo-lhe a sua natureza profunda, chamo-o à sua verdadeira identidade. O olhar daquele que me ama, esse olhar que vê em mim aquilo que sou de mais profundo coloca-me na minha realidade, remete-me para a luz original.
(...) Na minha vida, àqueles que me inspiraram amor, devo-lhes tudo."
Christiane Singer

Descobri a Christiane Singer há três anos na Psychologies e rendi-me completamente (já a tenho citado várias vezes). Em português só encontrei os livros "As idades da vida" e "O lado positivo das crises". Será que me podes indicar outro(s)? É bom saber de mais esta identificação.
Um grande beijinho e bom fim de semana.
Teresa

teresa:
Demorei tanto a responder...Mas penso que consiguirás, lendo-me, perceber as razões...
Entre "naufrágios" tenho tentando ser assertiva e não cometer erros. E isso, às vezes, é o máximo que consigo.
Apenas umas linhas para pedir desculpas por alguma confusão em relação ao convite com que me honraram e não consegui, a tempo, corresponder.
Se entenderem voltar a fazê-lo, dentro de algum tempo, prometo dar o meu melhor.
Entretanto e quanto a Christianne Singer, tenho apenas em Espanhol o "Últimos fragmentos de uma vida(...)" que um livro súmula e de despedida que ela escreveu nos últimos 10 meses de vida...
Impactante, como tudo, mas este tem ainda maior espessura emocional.
Conheces?
Um abraço grato pela tua presença e paciência.
Bom ter-te por aqui :)
Marta M

Tenho-te acompanhado, sim, Marta embora sem ser com palavras. Impressionante mesmo as voltas que a tua vida tem dado e não tens que pedir desculpa por nada. O convite continua em aberto, claro, e o teu nome continua a constar do blog como colaboradora. É só postares quando tiveres vontade e disponibilidade. Um grande beijinho e que a paz no teu coração esteja sempre presente dando-te a força que precisas para mais esta adversidade.

Marta , fiquei tão sensibilizada com o que escreveste, sabes que às vezes dizem e eu quero acreditar que Deus aparece-nos das formas mais variadas, e esta mão apareceu no momento que mais precisavas e que também era necessária. São coincidências que nos fazem pensar, e sentir aquela alegria no peito por termos ajudado e ao mesmo tempo recebermos ,algo que nos toca.
Um xi apertadinho
miilay
miilay a 6 de Abril de 2012 às 16:54

Exactamente Miilay, percebe a riqueza que resulta desta troca tão humana foi muito enriquecedor para mim. Sei que a vida nos requisita de tantas formas e como dizia Jesus, ele aparece-nos de tantas formas,não é?
Eu que fiquei grata -ela é que me ajudou :)
Abraço grato pela tua visita
Marta M
Marta M a 20 de Abril de 2012 às 16:32

Querida amiga

As vezes a ajuda
chega de onde menos
imaginamos,
sinal de que a vida
tenta nos ensinar
a também reaprender
a ver o mundo
e as pessoas do mundo,
com outros olhos.


Que haja sempre perfume
de sonhos em tua vida.
aluisio cavalcante jr a 6 de Abril de 2012 às 20:25

Belíssimo poema meu colega poeta.
Muito obrigada por esta atenção tão positiva que me vai deixando por aqui.
Bem-haja de coração
Marta M
Marta M a 22 de Abril de 2012 às 18:34

Votos de uma excelente e feliz Pascoa.
batidasfotograficas a 7 de Abril de 2012 às 00:46

Muito obrigada pelos votos que retribuo com gosto -mesmo que tardios..Desejo-lhe um boa semana,pode ser?
Um abraço grato pela visita
Marta M
Marta M a 22 de Abril de 2012 às 18:38

Marta este post é de uma sensibilidade que toca ...
Para mim, simbólicamente essa senhora era Cristo... que em cada momento nos mostra o quanto podemos ser importantes.
Feliz Páscoa amiga
Abraço
Rosinda
Rosinda a 7 de Abril de 2012 às 11:39

Foi no que pensei também amiga.
Lembrei-me igualmente desta passagem:
"Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes. (São Mateus 25,40)"
Sei que foi uma bênção , principalmente para mim :)
Obrigada por compreenderes.
Abraço
Marta M

Marta M a 22 de Abril de 2012 às 18:44

Olá Marta! Venho desejar uma santa e feliz Páscoa junto de todos que ama com muita, saúde, paz e amor. Um abraço apertado e um grande beijinho e muito obrigada pela amizade.
Fátima Soares a 7 de Abril de 2012 às 18:48

Carinhoso e sublime, esta reflexão a que nos convida.
Quantas vezes as mãos estendidas são as que menos esperamos, mas não deixam de nos aquecer o coração que muitas vezes precisa de alento.

Beijinho e boa semana
golimix a 9 de Abril de 2012 às 21:36

E aquecem amiga,aquecem.
Não se diz sempre que nunca estamos desamparados? Sei que não..
Um abraço que espero já te encontre mais recuperada ;)
Marta M
Marta M a 22 de Abril de 2012 às 18:46

Obrigada Marta, mas a "coisa" anda lenta, nem tudo acontece como queremos não é? =(

Bjinho
golimix a 23 de Abril de 2012 às 08:21

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27

29
30


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
Lugares que Também visito ;)
http://optimismoemconstrucao.blogspot.com/ http://joaodelicadosj.blogspot.com/ http://theosfera.blogs.sapo.pt/
pesquisar neste blog
 
Contador de visitas ...
E neste planeta...

contador gratis
blogs SAPO