Sábado, 21 de Janeiro de 2012

Criar um  "oásis" dentro de nós é das recomendações mais sensatas que conheço.

Se pudermos criar um espaço dentro de nós aonde possamos voltar e descansar mesmo quando tudo o resto rodopia e parece desmoronar-se...Pois estaremos sempre a salvo.

E é verdade amigos. É.

Começou devagar, de forma dolorosa e exigente - a conquista deste caminho novo...

Finalmente encontrei alguma paz duradoura. E retive-a cá dentro.

Ou já cá estaria há muito eu não dava por ela de tanto a procurar por aí...

Quando consegui finalmente ultrapassar a necessidade de cumprir uma lenda pessoal que me atribuíra, quando deixei de comparar , quando me esforcei por aceitar que a vida é o que é...Quando quase desisti de planificar tudo ao detalhe, de desejar arduamente, de querer controlar totalmente o meu destino...E o de outros...

Quando finalmente abri a mão de alguns sonhos...

Estranho, quando abdiquei de algumas coisas...Entrou um descanso duradouro dentro de mim. 

Como se já lá estivesse e aguardasse apenas que o meu ego deixasse o espaço vago...

E senti a ansiedade afastar-se e a paz de espírito a instalar-se.

E já aprendi a voltar a ela todos os dias...

No entretanto, a vida têm feito também o seu papel, e continua a exigir de mim todos os dias...

Nem todos os dias correm bem -ontem não correu de todo. Ainda choro e desiludo-me, mas continuo a "batalhar" duramente para tentar deixar este mundo um pouco melhor do que o encontrei.

Feitas as contas, acordo bem todos os dias e, constatando que não teria particularmente razões para isso, percebo com enorme satisfação que afinal, a paz já mora mesmo dentro de mim e o que vem a mim, o bom e o mau, só arrasa comigo na medida em que eu me for rendendo...

É uma luta diária, sem fima à vista, nesta "guerra" de avanços e recuos que é a nossa condição humana...

Hoje, desiludida e zangada pelos acontecimentos de ontem, encontrei-a dentro de mim logo que respirei fundo e fui, de manhã, à sua procura...

Ela lá estava, a minha preciosa paz.

;)



publicado por Marta M às 15:55
Marta, Amiga que bom que te sintas bem! Eu ainda sinto muita ansiedade, e procuro melhorar mas... não gosto de como passo à um ano para cá os meus dias, o caso da avó Bina está a deprimir-me. tem dias que o faço como de uma missão, mas são muitos dias iguais...
Beijinho fico feliz por ti, continua.
miilay
miilay a 21 de Janeiro de 2012 às 18:17

Miilay
Compreendo e justifica-se a tua ansiedade...Não poderia ser de outra forma,pois não?
Só se não tivesses sentimentos. Ou compaixão.
Por aqui também vivo um drama,diferente, provavelmente não tão grave. mas inquieta.me imenso.
Mas depois, descobri que tudo pode e deve ser assimilado e encaixado. E a paz primordial pode permanecer grande parte do tempo...
Até porque,quando estamos em paz, connosco e com os outros -somos melhores cuidadores.
A vida é mesmo assim amiga, tem sempre estas zonas cinzentas.
Um abraço que espero te leve ânimo.
Marta M
Marta M a 21 de Janeiro de 2012 às 19:15

Tens razão, o mais importante está dentro de nós e cá dentro temos de ter muita esperança e um sonho pois é ele que comanda a vida

Bom fim de semana
onda_azul a 21 de Janeiro de 2012 às 19:35

Meu amigo
O sonho comanda a vida, mas temos que ter os pés assentes para que ele não nos leve por caminhos que nunca se hão-de concretizar e só nos trazem ansiedade,
Há coisas que, não sei explicar, mas não estavam destinadas a acontecer, parece...
Bom fim de semana e obrigada pela simpática visita
:)
Marta M
Marta M a 28 de Janeiro de 2012 às 19:56

Sim, é verdade, temos de ter os pés bem assentes na terra, mas sempre sem medo de sermos felizes

Beijinhos e boa semana
onda_azul a 30 de Janeiro de 2012 às 20:16

Marta
Emocionei me ao ler o teu texto
Parecia,sabendo que nao,que falavas de mim e para mim
Nao sei que dizer,nao dizendo mais nada
Mas revejo me no todo nas tuas palavras...todas....
Obrigada
Bom fds..beijinhos
luadoceu a 21 de Janeiro de 2012 às 20:02

Ainda bem Lua que posso sentir esta sintonia na blogosfera :)
Um abraço e bomfim de semana para ti
Marta M
Marta M a 28 de Janeiro de 2012 às 19:57

Gostei de uma maneira especial deste teu texto, porque ele retrata um caminho interior que tens percorrido com muita lucidez.
As aprendizagens nem sempre são fáceis, mas quando as interiorizamos encontramos a paz que tanto almejamos e mesmo com algumas lágrimas pelo meio, tudo tem um objectivo, talvez o de construires dentro de ti um estado de harmonia e sintonização com o universo.

Beijos
Manu
Existe um Olhar a 21 de Janeiro de 2012 às 22:15

É um caminho Manu . É uma caminho cheio de curvas mas que já vai mostrando alguns padrões de estabilidade..
E eu gosto e tento estar por lá sempre.
Se consigo sempre? Não. Mas já consigo muitas vezes e isso, para mim, já é tanto...;)
Obrigada amiga porque sei que me compreendes e torces por mim nesta caminhada - Com eu por ti........... :)
E sinto-me acompanhada :)
Abraço grato
Marta M
Marta M a 28 de Janeiro de 2012 às 20:01

Foi bom ler o que escreves-te aqui. De certa forma sinto o mesmo. A paz está no saber viver os problemas com alguma tranquilidade, até porque se nos deixamos alterar, eles (os problemas) aumentam. A aceitação da vida com altos e baixos é meio caminho andado para a tranquilidade e paz de que precisamos.
Beijinho amiga
Rosinda
Rosinda a 22 de Janeiro de 2012 às 19:32

Sim Rosinda,essa palavra que há anos era assustadora para mim:Aceitação...
Tornou-se uma companhia cómoda e... abriu-me novos horizontes...
Estranha a vida,não é?
Bom fim de semana friorento
Abraço
Marta M
Marta M a 3 de Fevereiro de 2012 às 19:00

Olá Marta!

Quando sentimos serenidade no nosso coração "a serenidade para aceitar as coisas que não podemos mudar, a coragem para mudar as coisas que podemos mudar, e a sabedoria para conseguir distinguir umas das outras.” tudo se torna mais fácil. Quando o conseguimos, tudo parece que tem mais cor, não é? Viver ganha outra intensidade.

Que essa paz que sentes perdure, Marta.
Beijinhos
Caminhando... a 24 de Janeiro de 2012 às 15:40

Joana:
Tentarei, se não conseguir todos os dias, pelo menos tentarei mantê-la a salvo na maior parte deles :)
Obrigada pela tua visita e Bom Fim de semana para ti
Marta M
Marta M a 3 de Fevereiro de 2012 às 19:02

Olá Marta peço desculpa de ainda não ter vindo deixar um beijinho agradecer o carinho da amizade, no vício de escrever e de me centrar no meu silêncio e na minha pequena bolha de ar em que gosto de estar por vezes talvez me torne um pouco mal agradecida e egoísta e acabo por visitar pouco os amigos mesmo resumindo as respostas ao blog e também não ter muito incentivo (cada vez menos) para me expor, mas deixando tudo e as minhas complicações agradeço de coração a amizade e a sabedoria de paz e de aceitação que nos deixa da forma bonita de estar na vida que tanto tento e professo e tantas outras não consigo. Um grande abraço Marta um beijinho muito doce e a minha amizade e gratidão puras e sinceras. Bem haja por tudo desejo-lhe o melhor do mundo para si e todos que ama. Mil bjs
Fátima Soares a 26 de Janeiro de 2012 às 18:37

Fátima:
Sou eu que tenho que agradecer o carinho da visita e desculpar-me pela demora na resposta a um comentário tão gentil ;)
Todos estamos a tentar encontrar um caminho de felicidade,ou de paz. Cada um a seu modo,ao seu jeito.
Acredito que diferentes caminhos possam dar resultados semelhantes, por isso aprecio e agradeço a diversidade de alma dos meus amigos :)
Um abraço frirento para este fim de semana
Obrigada.
Marta M
Marta M a 3 de Fevereiro de 2012 às 19:06

Gosto da tua análise.

Gostava de saber colocar em prática mais vezes o que abordas com tanta sabedoria.
Acredito que, cada um de nós, vai tentando encontrar a paz necessária para ultrapassar cada nova dificuldade em que vai tropeçando vida fora.
Temos dias com sucesso. Outros com grande dificuldade. E há dias em que parecemos desmoronar em incertezas, dúvidas e contradições, mas...

Até estes "mas", nos ajudam a ponderar. Parar para pensar e de novo com os ombros erguidos e olhar alinhado prosseguirmos mais confiantes e com renovado empenho em busca do que é verdadeiramente importante.

- Existe com certeza um "Oásis" depois da tempestade de areia ou da nuvem de gafanhotos passar. Também, só é possível suportar o deserto, na esperança de ali aportar - nem que seja por breves instantes.

Marta que a paz seja rainha em nossas vidas.

Um abraço



DyDa/Flordeliz a 27 de Janeiro de 2012 às 12:36

Bonito o teu comentárioFlor.
Obrigada por entenderes...
É a aprendizagem de uma vida,podes crer.E sempre pontuada por retrocessos que eu vou tentando diminuir...E contornar.
Um abraço friorento neste dia
Marta M
Marta M a 3 de Fevereiro de 2012 às 19:13

Querida amiga


E encontrar esta paz,
em nós,
faz toda a diferença
nos dias de futuro
que chegarão em nossa vida.


Que a chama da alegria
esteja sempre acesa em ti.
aluisio cavalcante jr a 28 de Janeiro de 2012 às 17:15

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

29
30
31


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
Lugares que Também visito ;)
http://optimismoemconstrucao.blogspot.com/ http://joaodelicadosj.blogspot.com/ http://theosfera.blogs.sapo.pt/
pesquisar neste blog
 
Contador de visitas ...
E neste planeta...

contador gratis
blogs SAPO