Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

Eu pedi forças

E Deus deu-me dificuldades

Para me fazer forte

 

Eu pedi sabedoria

E Deus deu-me problemas

Para resolver

 

Eu pedi prosperidade

E Deus deu-me o cérebro

E músculos para trabalhar.

 

Eu pedi coragem

E Deus deu-me obstáculos

Para superar.

 

Eu pedi amor

E Deus deu-me pessoas

Com problemas para ajudar.

 

Eu pedi favores

E Deus deu-me oportunidades.

 

Eu não recebi

Nada do que pedi

Mas recebi tudo o que precisava.

 

(Prece publicada por Laurinda Alves na saudosa Revista XIS )

 

Foi mesmo assim, quanto mais ajuda pedia, mais carências e desamparo se iam revelando ao meu redor...

E percebi, como refere a oração acima, que o amor que eu pedia, que entendia me estar a ser injustamente negado...

Pois esse "amor" podia encontrar outras formas de se fazer presente na minha vida.

Em plena agenda de reuniões intercalares, quando leio os processos dos alunos, escuto as  directoras de turma relatar alguns percursos, quando conheço alguns encarregados de educação...O meu coração gela.

Depois, quando sabedora destas fragilidades, olho alguns dos meus alunos nos olhos, tudo se clarifica...

E percebo todo o campo imenso e sedento que espera pelo meu cuidado e atenção.

A vida é  surpreendente e tem, mesmo à nossa revelia, planos para nós.



publicado por Marta M às 18:19
Minha querida amiga que maravilhoso coração e que forma lindíssima de ser Deus a proteja porque cada aluno seu tem de certo modo "um anjo da guarda" e não só uma professora e amiga. Adorei Marta um grande beijinho com sincero afecto. Extensível aos seus filhotes e um lindo fsemana . Obrigada pela sua amizade. Sou grata de a ter como amiga acredite.
Fátima Soares a 28 de Outubro de 2011 às 18:35

Boa noite Fátima:
Eu bem tento ser o "anjo da guarda" deles, mas os problemas são tantos e a minha capacidade tão limitada...E fica sempre muito por fazer.
Vou dando o meu melhor. E procuro que baste...
Abraço grande a si e às suas meninas.
:)
Marta M
Marta M a 4 de Novembro de 2011 às 19:00

Tu és das que consegue ver num olhar de cada criança aquilo que as palvras e acções por vezes contradizem. É esse dom em entrar na alma de cada um deles que faz com que tenhas coragem para superar os obstáculos, oportunidades para dares todo o imenso amor, carinho e compreensão que existe no teu coração enorme.
Sabes que tens uma missão e ela passa precisamente pela descoberta das necesidades dessas pequenas criaturas que o destino quis que se cruzassem contigo.
Que sorte eles tiveram amiga!
Beijinhos
sentaqui a 28 de Outubro de 2011 às 19:17

Minha amiga:
Como já referi: eu tento, tento todos os dias, chegar a tudo o que a minha alma percebe...Mas como referi, nem sempre chega.
Obrigada por esse teu olhar tão generoso :)
Abraço e espero tudo corra bem.
Marta M
Marta M a 4 de Novembro de 2011 às 19:02

Linda mensagem que nos mostraste Marta
Absorvi cada palavra
Gostei imenso,mas imenso mesmo
Logo de seguida das tuas palavras: tocaram me profundamente:
"Foi mesmo assim....redor"

E de facto o amor pode vir de tanta maneira....que e so encontra lo no nosso coraçao e na dos outros

Lindooooo adorei simplesmente adorei

Bom fds Marta,assim sou a 3 ...))
luadoceu a 28 de Outubro de 2011 às 19:21

Obrigada Lua.
:)
Realmente o poema é, todo ele uma lição de vida.
Poderia estar anos a entrar na sua essência...
Inspiradíssimo.
Obrigada pela visita e pelos comentários.
Abraço
Marta M
Marta M a 4 de Novembro de 2011 às 19:04

Olá Marta!
Já conhecia este poema em forma de canção, aprendida nos meus tempos dos Cursilhos de Cristandade, e que se foi tornando um lema nas nossas vidas de Cursistas.
Desde que o aprendi retive-o na memória como Bússula no meu percurso de vida, e nunca me dei nada mal com isso!
Abraço de bom fim de semana!
Marcolino
Marcolino a 29 de Outubro de 2011 às 16:40

Marcolino:
Chamar a este poema "Bússula" é de um acerto imenso, meu amigo...
Nem imagina o que ele me tem ajudado a pensar e a relativizar o que é relativizável e..o que às vezes não é, mas como não depende de mim, pois tenho que relativizar e continuar o caminho..
Entende-me,não é?
Abraço que espero o encontre já totalmente recuperado.
Marta M
Marta M a 6 de Novembro de 2011 às 18:18

Olá Marta!
Não se tome como dogma a «Bússula», mas sim como uma pista, para enfrentarmos, individualmente, cada uma das nossas atribulações, que só a nós dizem respeito, sem desejarmos ser hiperperfeitos porque, quantos de nós, na incessante busca pela perfeição humana, esquecendo-nos das nossas limitações, acabamos acabrunhados num labirinto, mas daqueles, patéticos, cuja saida deixou de existir.
Estou a recuperar de forma lenta mas segura...!
Abraço
Marcolino
Marcolino a 7 de Novembro de 2011 às 15:22

Sem dúvida, tudo tem a sua razão de existir e se existe é para nos tornar mais fortes
onda_azul a 30 de Outubro de 2011 às 11:15

Sim e torna.
Às vezes o processo quase nos mata...Mas resistindo, no fim, saímos mais seguros e ..a conhecer-nos melhor.
Obrigada pelo comentário e pela visita
Marta M
Marta M a 7 de Novembro de 2011 às 22:51

E iremos resistir sempre porque o ser humano é bem mais forte do que imaginamos
onda_azul a 8 de Novembro de 2011 às 21:33

O terrível acoso nos dátudo, o terrível acaso tudo nos tira Beijos
henrique doria a 31 de Outubro de 2011 às 23:03

O acaso, as coincidências...
Obrigada por mais esta perspectiva.
Marta M
Marta M a 7 de Novembro de 2011 às 22:52

Lindo este texto. Já o conhecia, mas gostei de reler.
Um beijinho grande Marta e espero que tudo esteja a correr bem com a sua missão de ensinar.
Rosinda
Rosinda a 3 de Novembro de 2011 às 18:50

Rosinda:
Penso que neste momento, também sentirás conforto ao lê-lo, não?
Obrigada por te fazeres presente, num tempo exigente para ti
:)
Abraço
Marta M
Marta M a 7 de Novembro de 2011 às 22:54

Todas as coisas más que nos possam acontecer, existe sempre o lado positivo e é para ele que temos de olhar e seguir em frente
onda_azul a 3 de Novembro de 2011 às 21:25

E seguimos, que remédio ;)
Marta M
Marta M a 7 de Novembro de 2011 às 22:55

onda_azul a 8 de Novembro de 2011 às 21:34

Obrigada pelas suas palavras. São deveras motivadoras. São de quem sabe sofrer e levantar-se. São de esperança, mas emergente da realidade e não apenas da fé. Muito obrigada.
L. a 23 de Novembro de 2011 às 19:47

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
29

30
31


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
Lugares que Também visito ;)
http://optimismoemconstrucao.blogspot.com/ http://joaodelicadosj.blogspot.com/ http://theosfera.blogs.sapo.pt/
pesquisar neste blog
 
Contador de visitas ...
E neste planeta...

contador gratis
blogs SAPO