Quarta-feira, 12 de Outubro de 2011

GOSTA

"Gosta das pessoas. Gosta de cada pessoa. Das suas almas. E se não gostares de alguém, se achares que esse alguém tem muitos defeitos, eu te desafio a encontrares as suas qualidades. Eu te desafio e a encontrares a alma dessa pessoa.(...)"

 

Recebo estas mensagens semanais através de uma newsletter deste site e, algumas vezes, o que leio ou escuto, surpreende.

Esta semana a mensagem, cujas partes de maior substância subscrevo hoje, era sobre essa  possibilidade de gostar da "alma" das pessoas...Não delas, não dos seus hábitos ou do seu "personagem social", mas daquilo que é o seu núcleo e o melhor delas...

Do seu eu verdadeiro, do seu potencial, sem os artifícios, sem inseguranças - nossas e delas.

Esta proposta leva-nos longe, rompe com os nossos esquemas mentais e custa-nos aceitar, não é?

Conseguiremos mesmo gostar de alguém que nos irrita? Cujos hábitos, ou conversa nos agasta e não subscrevemos minimamente?

Será que sou capaz de deixar os outros serem inteiros perante mim sem os julgar?

Sem os intimidar ao ponto de recorrerem ao personagem?

Difícil...Por enquanto, prefiro aceitar a outra proposta: "te desafio a encontrares as suas qualidades."

Isso já me parece humanamente possível, porque é um exercício que fazemos na escola, todos os dias com os nossos alunos, onde o nosso olhar há de fazer sentir a estes jovens, mesmo os que estão notoriamente "perdidos", que esperamos sempre o melhor deles...

E na maioria das vezes, felizmente, eles correspondem.

Encerro com mais esta citação:

"Conversem, como amigos, sobre os vossos pontos de vista e façam alianças pessoais em que ambos ganhem. Nas quais ambos se vejam a ganhar. Não há alma que não queira a harmonia. Não há alma que não queira o amor. Não há."

Pois não, digo eu, mesmo aquelas que não sabem como lá chegar...

 



publicado por Marta M às 21:20
Marta
Bom dia
Mais uma excelente refleçao que da minha parte me toca e irei comentar
Gostar das pessoas e facil.Mas ama las no seu todo e complicado
É mais facil apontar os defeitos e piora los,do que aceitar que o pouco das qualidades que a pessoa tenha é uma pessoa e merece respeito tal como todos nós

Agora gostar,nao amar, mas gostar de alguem que nos irrita e incomoda profundamente, o que fazer,se nem for de fora de nos,amizades e for familia,como actuar,como agir,como pensar.Nem sempre sao os de fora quem mais nos irrita e incomoda e os de dentro de nos?

E quando so uma das partes tem razao e nao quer ouvir a outra, conversar sera humanamente possivel e quando conversas cruzadas as ha e que nao se ouvem uns aos outros e so no meio dos berros e a falar alto parece que algo chega ate ao outro?

Nao ha alma que nao queira o caos Marta.mas que ha pessoas que transformam o amor num caos ha

Bom dia...beijinhos e se n escreveres bom fds
luadoceu a 13 de Outubro de 2011 às 08:43

Lua:
Todos querem amor e ser ouvidos, respeitados..
Mas poucos de nós estão dispostos a dar o mesmo aos outros.
Por aqui reside o principal problema amiga, não nos vemos, nem nos tratamos como iguais..
A começar pela família.
Haja paciência e façamos o nosso melhor.
È o único que controlamos.
Abraço para ti e para a tua menina.
Marta M a 20 de Outubro de 2011 às 14:15

Amiga Marta adorei este post . No fundo o que falta é uma boa dose de tolerância e humildade a cada um de nós e muito amor ao próximo vontade de ouvir com ouvidos de entender e coração de perdoar. Mão posso falas muito porque por vezes tb me torno "intransigente" mas é verdade teremos que encontrar as nossas qualidades e as do outro e fazê-las coincidir. Um trabalho de casa interessante. Um beijinho e tudo a correr muito bem. Bom resto de semana e um monte de beijinhos com amizade.
Fátima Soares a 13 de Outubro de 2011 às 10:10

Fátima:
Cito-a e subscrevo, mesmo que não consigamos conviver no dia-a-dia, temos que nos respeitar mutuamente.
Como bem refere ter:"ouvir com ouvidos de entender (...)"
Abraço e obrigada pela visita e pela boa perspectiva
;)
Marta M
Marta M a 20 de Outubro de 2011 às 17:30

Parece que basta ler este artigo e sinto de imediato muitas das minhas qualidades. São as experiências de vida, o que nos transmitem sobretudo os mais amigos do coração.
batidasfotograficas a 14 de Outubro de 2011 às 00:35

Impagáveis os amigosdo coração, não é?
Abraço e obrigada pela visita :)
Marta M
Marta M a 21 de Outubro de 2011 às 21:04

Gostei desta tua reflexão e se fosse há uns tempos atrás dir-te-is que temos que perdoar , aceitar e não fazer juízos, hoje e dada uma profunda transformação pela qual estóu a passar e pelas pessoas que se têm cruzado no meu caminho, a minha postura está a ser alterada. não significa que ando por aí a fazer juízos ou a criticar, mas apercebi-me através de conversas de gente sábia que há por aí muitos sugadores, que se aproveitam de nós para conspurcar a nossa alma e a nossa mente, por isso estou a aprender a desligar, a afastar e a evitar.
Já não faço um esforço para gostar, para compreender, para aceitar, simplesmente esqueço.
Parece ser dura esta minha atitude, mas um dia falaremos melhor sobre isto.
Entendo que quando se falam de crianças com quem tens de trabalhar a postura deve ser diferente, mas Marta, não te desgastes, cumpre o teu dever e segue em frente, apenas com a preocupação de seres tu mesma, respeitando-te acima de tudo a ti própria.

Beijinhos
sentaqui a 14 de Outubro de 2011 às 09:27

Eu entendo-te amiga.
É verdade que só nos protegemos desses “sugadores de energia” se, fisicamente nos afastamos deles, é certo…
Mas a proposta que por aqui levantei, prende-se com essa necessidade, para a nossa própria saúde mental, de dar a oportunidade à humanidade do outro…Ao seu lado negro/lunar do qual nos protegemos, mas também de descobrir o seu lado solar (mesmo que muito fraquinho…).
E nesse exercício pela positiva, perceber o que foi que nos atraiu antes…
É um exercício interessante e, à cautela, podemos faze-lo à distância…. ;)
Mas acredito que os primeiros beneficiados (e em alguns casos, únicos) somos nós
Abraço grato pela achega e desculpas pela demora na resposta.
Marta M

Marta M a 23 de Outubro de 2011 às 22:36

Marta, grande reflexão, mas estive a pensar um pouco, e realmente nunca tinha pensado, vir a não gostar mesmo de uma pessoa, assim daquela forma de quando me fala ,eu nem respondo porque , tira-me toda a vontade, só me apetece , sair da presença dela. Nos muitos anos que já tenho, e depois de ter contactado com tanta gente, até eu me admiro como eu não posso com essa pessoa.
Se pensar , nas qualidades dela? são no meu ponto de vista, triviais.
Queria pensar diferente, mas não consigo,com ela ? Não consigo.
beijinho
miilay
miilay a 15 de Outubro de 2011 às 19:12

Miilay :
Como referi à sentaqui , à cautela, podemos fazê.lo à distância...
Eu tenho 2 ou 3 pessoas que têm o dom de me desestabilizar..E olha que não é fácil.
Razões? Afectos amiga, sempre eles a interferirem e a impedirem que se crie a distância de segurança...
Aos que nunca entraram no meu coração? Esses consigo bem colocar uma distância saudável e, se não interferirem muito directamente na minha vida, já não me afectam, mesmo em circunstâncias difíceis e conflituais.
Como bem referes, a vida, essa escola, vai nos moldando.
Obrigada pela visita e pela paciência pela demora na resposta.
Abraço
Marta M
Marta M a 23 de Outubro de 2011 às 22:43

Infelizmente há quem não queira o amor e a harmonia. I mundo está dominado por esses.
Beijos
henrique doria a 15 de Outubro de 2011 às 22:51

Os que destroem e perturbam a a harmonia não serão os mais numerosos..Mas serão os mais atrevidos e pró-activos , infelizmente.
Como bem reconhecia Tucidides : "A ignorância é sempre atrevida, a sabedoria, em geral, modesta"
Assim é o mundo.
Mas ainda há muitos de boas safras...
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Os que destroem e perturbam a a harmonia não serão os mais numerosos..Mas serão os mais atrevidos e pró-activos , infelizmente. <BR>Como bem reconhecia Tucidides : "A ignorância é sempre atrevida, a sabedoria, em geral, modesta" <BR>Assim é o mundo. <BR>Mas ainda há muitos de boas safras... <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Abraçograto</A> pela visita <BR>Marta M
Marta M a 23 de Outubro de 2011 às 22:50

Há pessoas de quem gostamos de forma quase imediata.
Existem almas que nos conquistam com facilidade.
Acontecem-nos pessoas que nos fazem dar mais valor ao bom que é "gostar" e "ser gostado".
Gostei do que li, do que tenho lido e do que já me leste...
É um gosto gostar de ti!
teoriasdacosta a 23 de Outubro de 2011 às 17:10

Paula:
Bonito o que escreveste :)
Agradeço as tuas visitas e agradeço poder ler-te quer pela qualidade quer pela diversidade e ainda pelas perspectivas novas que acrescentas quando te saem aqueles textos inspirados.
:)
obrigada pela visita e pela simpatia.
É mútua :)
Abraço
Marta M
Marta M a 27 de Outubro de 2011 às 16:13

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
29

30
31


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
Lugares que Também visito ;)
http://optimismoemconstrucao.blogspot.com/ http://joaodelicadosj.blogspot.com/ http://theosfera.blogs.sapo.pt/
pesquisar neste blog
 
Contador de visitas ...
E neste planeta...

contador gratis
blogs SAPO