Sábado, 22 de Agosto de 2009

 

(http://marcolinosorio.blogspot.com/)

 

Um dia, uma pequena abertura apareceu num casulo.
    "Um homem sentou e observou a borboleta por várias horas, observando como ela se esforçava para fazer com que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco. Então, parecia que ela havia parado de fazer progressos. Pareceu-lhe que ela tinha ido o mais longe que podia, e não conseguia ir mais.
O homem decidiu ajudar a borboleta: pegou uma tesoura e cortou o restante do casulo. A borboleta saiu facilmente, mas seu corpo estava murcho, era pequeno e tinha asas amassadas. O homem continuou a observá-la, porque esperava que, a qualquer momento, as suas asas  se abrissem e esticassem para serem capazes de suportar o corpo que iria se afirmar a tempo. Nada aconteceu!
Na verdade, a borboleta passou o resto de sua vida rastejando com um corpo murcho e as asas encolhidas. Ela nunca foi capaz de voar. O que o homem, com sua gentileza e vontade de ajudar não compreendera, era que o casulo apertado e o esforço necessário à borboleta para passar através da pequena abertura era o modo pelo qual Deus /a Natureza (?) permitia  que o fluído do corpo da borboleta impregnasse as suas asas, fortalecendo-as, de forma que ela estaria pronta para voar, uma vez que estivesse livre do casulo. Tudo a seu tempo.
Algumas vezes, o esforço é justamente o que precisamos em nossa vida."
 Talvez (e hoje escrevo-o, num tempo de desalento) se a vida nos permitisse caminhar sem tantos obstáculos, ficaríamos incapacitados para ela, aleijados...
Nós não seríamos tão fortes como poderíamos ter sido.
Nós nunca conseguiríamos voar...
Acredito nesta filosofia, mas acrescento que, ainda que nos façam mais fortes, existem coisas e situações em que o "processo" de fortalecimento, quase nos incapacita...e torna-se difícil usar mais tarde a lição aprendida.
 
Nota: Como já referi, adoro arco-íris - têm o poder de regenerar-me. Este foi fotografado e enviado para mim por um amigo. Agradeço-lhe muito, principalmente hoje. A mãe natureza é sábia...Tem razão Marcolino.


publicado por Marta M às 18:58
Também adoro arco-íris, exercem em mim um fascínio especial.
Quanto ao que escreveste partilho a tua ideia, na verdade o esforço e a luta tornam-nos mais fortes e preparados para novos desafios, só que por vezes ficamos tão esgotadas, não é?
Bjs
Manu
Existe um Olhar a 22 de Agosto de 2009 às 22:06

Olá!
Seja muito bem vinda e, se gosta de arco-íris, ainda melhor!
Sim é verdade, o processo, às vezes, é tão, tão exigente, que não sabemos se nos restarão forças para aplicar as lições..
Hoje é um dia "pesado", mas acredito que amanhã estarei melhor.
Pelo menos vou tentar.
Junte-se aqui aos que colocam perguntas e ensaiam respostas...
Marta M a 22 de Agosto de 2009 às 23:09

Marta,
Quem não tem dias de desalento? Só quem não é gente...
O Homem é por vezes muito impaciente mas tem uma capacidade única:aprender!
Obrigada pelo comentário no TCC.O modo que temos de nunca nos esquecer-mos de quem amamos é ter a certeza que olham por nós e estão, para sempre, no nosso coração.
Espero que esse desalento passe rápido.
A foto do Marcolino é muito bonita.
Abraço.
Nucha
Nucha a 22 de Agosto de 2009 às 22:52

:)
É difícil continuar tão "desalentada" e não ir sentindo algum conforto quando surgem de tantos lados, " novos amigos" que se preocupam em nos dar uma palavra de alento.
Isto é a humanidade no que ela tem de melhor.
Como é possível não sentir algum animo?
Obrigada pelas suas palavras, mesmo.
Marta M a 22 de Agosto de 2009 às 23:17

Olá Marta!
Bem-dito-arco-íris...!!! Grato por o ter utilizado!
Felizmente que me encontro bem, mas aquele bem psicológicamente indeciso, espectante, apesar de ser homem, não religioso, mas habitar em mim um Ser Humano de Fé. Este mês tem sido um mês carregado de exames médicos, desmames de certos medicamentos para ir o menos poluido para a intervenção cirúrgica. Apanhar sol, que é uma das coisas mais gostosas que tenho na vida, tenho que me coibir, pelo menos nas horas mais quentes. Luar que é outro prazer meu, agora anda escondido, principalmente o de Agosto, que tem algo de misterioso e resplandecente. De manhã quando acordo vou até ao "i" dar os meus bitaites à nossa querida Laurinda. Escrever, desta vez não resisti e saiu-me aquele poema. Andava neura "como-à-potassa". Escrevunhei-o directamente, sem emendas, tal como acontece com a maioria. O que sair fica como está. É um Espermatozoide meu, no òvulo da Criatividade. O que fôr soará co todo o amor e carinho. Por isso mesm é que digo que poeta é louco, por vezes quiça na maioria...
Vamos lá menina, vamos sair do estado crisálida e readquirir aquela sua grande Fôrça animica que já nos habituou!
Caminhar sem obstáculos não dá gozo algum. São todos os obstáculos, grandes ou pequenos, mas todos transponiveis, que nos dão aquela suplesse feita da alegria da vitória com sabor ao viver, condimento intrínseco da nossa Existência...!!!
Marta, fôrça nisso! Acredito em si...!!!
Marcolino Duarte Osorio a 23 de Agosto de 2009 às 00:41

Obrigada pelas suas palavras e pelo alento - hoje recebi tanto, não foi?
Até que foi bom tanto mimo para variar..
Já lhe respondi a tudo o que refere no seu blog, para além disso, gosto dos seus poemas - são genuínos e feitos acompanhando os seus dias e a sua respiração. É essa a ideia de escrever num blog, não acha?
Abraço e...não desapareça! Vá dando notícias.
Promete?
Marta M a 23 de Agosto de 2009 às 17:18

Olá, Amiga Marta!
Por vezes revoltamo-nos e perguntamos que mal fizemos para não sermos felizes como desejamos. É ou não verdade? A mim acontece-me amiúde. Minha sorte é o meu autodominio, caso contrário "partia a loiça todinha", nem os caquinhos se aproveitavam. Ma já reparou de após um desebafo de tal envergadura, caímos em nós, somos invadidos por espécie de calma, mas aquela calma condescendente de quem aceita a birra dos meninos?! Depois vem a Bonança que assente arraiais de pedra e cal. De inicio aparramos em algo e há que atirar contra a parede... Mas de revolta em revolta, de regeneração em regeneração, menos coisas vamos escaqueirando até que nos ficamos pelas revoltas das insónias. Passamos a dedilhar o teclado, mas antes de o fazermos até estamos algo contrariados. Depois, à medida que bytebiteamos, aos poucos as coisas vão amainando, acabamos por acalmar, acabamos por ultrapassar a crise momentânea, acabamos por nos sentirmos nós mesmos quiçá aurocuramo-nos de algo invisivel que teimavamos em não querer ver com olhos de Seres Humanos que merecem a Paz por completo...!
Isto faz-me recordar uma passagem de um livro de um Neurocirurgião, Dr, Hans Killian, que enquanto operava o cérebro de um seu paciente, à medida que a descompressão fisica se ía concretizando, o seu paciente recomeçõu a falar.

O mesmissimo acontece connosco. Pela escrita, contando-nos uma estória do dia-a-dia, na primeira pessoa, ou noutras, o Milagre do Cérebro Aliviado, vai tomamndo forma. Pessoa é um ezemplo recente...!

Hans Cristian Andersen não inventou a Historinha do Patinho Feio...

Estava a dormir. Acordei chateado porque a insónia me bateu à porta. Abri o Pc. Dei uma volta aqui e ali, e acabei por parar por aqui para conversarmos um pouquinho.

Sei que lhe vai fazer muitissimo bem!

Amiga, uma semana, em grande...!!!

Fez, fez muito bem ;)
Abrir hoje o computador e encontrar mais palavras de alento e perceber este "movimento" de solidariedade que gerou o meu desalento, foi...tão...absolutamente.. o que precisava!
Não sei dizê-lo de outra forma,mas agradeço a TODOS o carinho e o interesse.
Especialmente a si, pela forma experiente como faz analogias e põe em palavras sentimentos que todos, uma vez ou outra vamos sentindo, inevitavelmente....Escrever ajuda a arrumar ideias e até a hierarquizar sentimentos, reconheço-o também. Infelizmente também fui acumulando vivências e insónias (penso que estarão ligadas de alguma forma) e costumo ler a horas improváveis - não desgosto. O silêncio da noite ajuda a pensar e dá uma sensação de liberdade muito agradável. e permite uma maior concentração.
Quanto a si caro amigo (já não lhe peço permissão para o tratar assim - já nao é preciso, pois não?) sei que passa por um período mais difícil e em que tem que confiar muito e ter muita paciência, não há volta a dar-lhe. Mas devolvendo-lhe o incentivo e, como já disse antes, conhece a sua força e sabe qe ela está ali quando precisa dela.
Quanto a fé em Deus ou em outra forma de energia, certo, certo, é que algo nos ajuda em muitos momentos e a si, que merece o melhor, não o há de desamparar.
Continue por aqui, ou no seu blog, e não esqueça que tem que ir dando notícias a estes "novos amigos".
Sabe o que disse o "principezinho"?
"Somos responsáveis por aqueles que cativamos"
Concordo.
Abraço
Marta M a 24 de Agosto de 2009 às 22:07

Olá Marta,
Na vida há momentos de desalento, momentos que davamos tudo para não passarmos por eles. Não conseguindo evitar há que "agarrar o touro pelos cornos" e lutar contra as agruras e problemas. De alguma forma ficamos diferentes quando a tempestade passa, de alguma forma e dentro da nossa fragilidade há sempre uma força escondida que por vezes teimamos em não ver ou não querer sentir, precisamente porque deixamos que a tal incapacidade desse processo de fortalecimento fale mais alto dentro de nós. Temos que reunir uma força extra e lutar contra essa incapacidade talvez renovando objectivos ou traçando um percurso alternativo quando é possível. Nunca percas a tua força interior e nunca deixes de acreditar num amanhã mais colorido porque a vida é colorida quando deixamos que a nossa retine filtre essa luminosidade de cores que nos rodeiam!
Beijo grande amiga
Sheila a 24 de Agosto de 2009 às 02:21

Kathy:
És gestora, ou poeta?
É que tens uma energia muito bonita e que contagia o mais desenganado. Gostava de te conhecer pessoalmente já que moramos na mesma cidade.. Temos que pensar nisso e tomar um café ;)
Quanto a "percursos alternativos" - que remédio tenho eu se não traçá-los. É evidente que a vida me pede mudanças e eu tenho que acatar....A dúvida já nem é essa...
Obrigada amiga!
Abraço
Marta M a 24 de Agosto de 2009 às 22:14

Obrigado pelas suas palavras! Como humilde agradecimento, coloquei o seu link no nosso blogue. Cumprimentos! André
André Gonçalves a 24 de Agosto de 2009 às 19:42

Olá!
Seja bem vido. As palavras que lhes enderecei foram mais do que merecidas - é importante dar visibilidade ao que de melhor temos e fazemos. A nossa amiga Laurinda é perita em desocultar e dar visibilidade aos bons exemplos, nós multiplicamos este gesto por onde podemos.
Vou destacar aqui também o vosso blog e prometo fazer pedagogia na escola e junto de pessoas de boa vontade ;)
Continuarei a acompanhar o vosso projecto.
Obrigada eu!
Marta M
Marta M a 24 de Agosto de 2009 às 22:19

Olá Marta.
Lindooooo esse arco-íris!!! Também preciso dum para ver se dou cor à minha vida.

Obrigada pelas suas palavras.
tn a 24 de Agosto de 2009 às 22:57

Olá !
Sejas bem vinda!
O arco-íris é do Marcolino,outro amigo que já entrou na minha lista de amigos. Belíssimo fotografo(visite o blog indicado).
As palavras são para alegrar os amigos e lembrar que andamos sempre nessa montanha-russa,mas que as coisas mudam...
As boas e as más!
Esta semana, pelo menos nós as duas, estamos na descida..Mas isto sobe, Acredita.
Abraço
Marta M a 24 de Agosto de 2009 às 23:04

Marta,
Que tal o dia de hoje?????
Abraço da Nucha!!!
Nucha a 24 de Agosto de 2009 às 23:36

Olá!
A vida não espera e hoje o dia foi cheio e melhor claro, que remédio. Longe do habitual,mas vai..
Obrigada, mesmo.
Abraço

ATENÇÃO:
Recomendo a todos que visitem o teu blog, está muito giro e a imagem...só vista ;))
Aqui:
http://treschavenasdecha.blogs.sapo.pt/
Marta M a 24 de Agosto de 2009 às 23:48

Marta,
Obrigada!!!!!!

Nucha
Nucha a 24 de Agosto de 2009 às 23:53

olá marta...tb gosto do arco iris, mas por aqui so faz é calor...e parece que ate sabado é sempre a subir...
Isa a 25 de Agosto de 2009 às 16:14

Olá Isa:
Como vai?
Continua aquela fortaleza de humanidade que transparece no blog? Acredito que sim e gosto de a visistar para lembrar que há muita gente que a lê e lhe deseja o melhor!
Quanto ao calor, não é o meu tempo preferido...Parece que fico mais tensa e impaciente ;)
Apareça sempre!
Estamos a fazer um grupo giro aqui, não acha?
Abraço
Marta M a 26 de Agosto de 2009 às 01:19

olá sim, é interessante as vistas aos blogs, as trocas de comentarios.
um beijinho e bom resto de quinta feira
Isa a 27 de Agosto de 2009 às 16:03



É incrível porque esta foi justamente uma das histórias que transcrevi no meu livrinho e em que penso muitas vezes nos momentos de desânimo. Tenho a certeza de que vai voar e muito. Obrigada Marta!
descobrirafelicidade a 25 de Agosto de 2009 às 16:34

Olá!
Que bom recebê-la por aqui. Gostei muito do seu blog. Original e cheio de informações sobre filosofias alternativas, ou melhor, milenares, para ser mais correcta. Ainda não tive tempo de o explorar devidamente, mas gostei de muito do que já li.
Volto lá muito breve.
Quanto a coincidências , acho que não existem muito, o que acontece é que existem muitas pessoas que "vibram" na mesma dimensão e, com essa energia, atraem-se e encontram-se ;)
Já viu o grupo tão fantástico que se juntou aqui a partir de um post sobre crescimento e força?
Obrigada pela visista.
Abraço
MartaM
Marta M a 26 de Agosto de 2009 às 01:25



"Les beaux esprits se rencontrent"

É mesmo isso que sinto. Obrigada Marta e bem-haja!
descobrirafelicidade a 26 de Agosto de 2009 às 17:45

Bem-haja eu! Claro.
É um privilégio conhecer e receber aqui esta "tribo" tão especial.
Marta M a 28 de Agosto de 2009 às 00:46

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
18
19
20
21

23
24
25
27
29

30


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
Lugares que Também visito ;)
http://optimismoemconstrucao.blogspot.com/ http://joaodelicadosj.blogspot.com/ http://theosfera.blogs.sapo.pt/
pesquisar neste blog
 
Contador de visitas ...
E neste planeta...

contador gratis
blogs SAPO