Terça-feira, 06 de Setembro de 2011

Como o título do livro que releio: Perdas & Ganhos - Lya Luft (2003)

Marcante este livro na minha vida e, acredito, na de todos os que já tiveram o privilégio de contactar com esta obra, já com alguns anos.

Pois amigos, é assim a vida - com luz e sombras e com esta necessidade permanente de as irmos calibrando e integrando ao sabor da nossa maturidade interior.

E da resistência que vamos adquirindo...

E porque me lembrei deste livro e o voltei a desfolhar na última semana? Porque a vida me levou novamente a ele. Os tempos não estão fáceis e as perdas tem pesado bastante mais na balança...

Mas não posso embarcar (deixar-me levar?) neste espírito de "perda" ...Combato-o e sei que  a vida tem muito a oferecer -muitas faces - e porque também já vivi muitos momentos bons e eles  valeram, volto a um em particular que, não sendo só meu sei, foi partilhado algum vez por todos ao longo da vida, tenho certeza :)

Refugio-me então nas coisas boas enquanto aguardo, combato e compenso as perdas...

Um oásis a que me permito voltar é ao riso e as gargalhadas dos meus filhos bebés, que se entrincheiraram e ficaram dentro de mim...

Como este: Haverá alguém que consiga resistir a isto sem sorrir e sem se sentir mais leve?



publicado por Marta M às 15:19
Olá Marta!
Minha amiga essa é uma boa maneira de ver a vida...
Temos de olhar para a noite, pensando no amanhecer e nada melhor que lembrar a ternura de uma gargalhada de bebé...
Um abraço
Rosinda
Rosinda a 6 de Setembro de 2011 às 21:22

E multiplicado por 5, ainda deve saber melhor, não é?
Abraço e grata pela visita
Marta M
Marta M a 13 de Setembro de 2011 às 17:33

Olá Marta!
Adorei este seu testemunho numa forma de auxilio a quem não consegue superar toda e qualquer crise, porque se deixa impressionar, porque se deixa abater, porque se entrega ao sofrimento e à derrota antecipada.
A presença complementar deste saboroso vídeo é deveras doce para quem, como nós, ama recordar os filhos nesta idade mas, a meu ver, o crescimento, o amadurecer, e o envelhecer dos filhos são fases altamente saudáveis, que nos transportam a uma ótima disposição, onde ninguém, bem formado, consegue resistir, sem sorrir, e sem se sentir mais leve.
Repito, adorei o seu testemunho!
Abraço
Marcolino
Marcolino a 6 de Setembro de 2011 às 21:22

Marcolino:
Ainda bem que entende este meu desabafo...
Ser mãe/pai é de facto, imensamente compensador, apesar de tudo, não é?
Abraço grande
Marta M
Marta M a 13 de Setembro de 2011 às 17:34

Olá Marta!
Criar os filhos, aceitarmos dar-lhes asas para voarem, seja para onde for, longe ou perto de casa, onde as suas personalidades se podem soltar dos cordões umbilicais, tornando-se úteis ao novo núcleo social onde foram recebidos para se integrarem, é nosso dever, é nossa obrigação, é a nossa alegria do Dever Paternal, cumprido...!
A meu ver penso não existir maior recompensa, nas nossas vidas parentais!?
Abraço
Marcolino

Marcolino a 13 de Setembro de 2011 às 22:40

Muitas vezes me socorro das frases da Lya Luft para acompanharem as minhas fotos, apesar de nunca ter lido nenhum livro dela.
E neste momento especial deixo-te uma dela que sinto se adapta ao teu momento;

"Lembro-me do passado, não com melancolia ou saudade, mas com a sabedoria da maturidade que me faz projetar no presente aquilo que, sendo belo, não se perdeu."

Que nunca se percam os sorrisos das crianças e daqui vai para ti o meu melhor e uma

Beijinhos
sentaqui a 6 de Setembro de 2011 às 23:03

Obrigada amiga -bem falta me fazem.
Não desarmo, mas não consigo estar tão leve como habitualmente...
Penso que será normal.
E o belo,sempre lá está,de reserva..Claro, nunca se perde.
Quanto a leres Lya Luft , pois aconselho vivamente uma leitura mais extensa. :)
Manda notícias quando puderes..
Abraço apertado
Marta M a 13 de Setembro de 2011 às 17:37

O video esta excelente
Acho que ja o postei em algures,se nao o postei vi e gostei
A vida infelizmente nems empre,nem a maior parte e feita de ganhos, ultimamente sera mais ate de perdas
Mas estamos ca para lutar,aprender e sobretudo amar a vida, a vida como eu digo nao tem "culpa" do erro de quem nela habita,os humanos, mas que a vida muitas das vezes e ponderada se tivemos ganhos e perdas equilibrados, é,mas acho que mesmo assim na vida de muitos nos,ha um desiquilibrio,quem dera a todos,julgo eu ser so de ganhos,mas nao e,pois a vida e feita de luta,talvez agora com a crise,saibamos dar valor a detrminadas coisas,que nao demos antes
Um beijinho Marta e ate ja
Gosto mto de vir aki
luadoceu a 7 de Setembro de 2011 às 09:24

Marta
Tens um miminho no meu blog
Dou o de coraçao a quem eu escolhi,uma delas es tu
N sei se es de aceitar
Mas espero que gostes
Um beijinho gdre
luadoceu a 7 de Setembro de 2011 às 15:21

Olá Lua:
Agradeço-temais um vez o mimo que colocaste para mim no teu blog :)
Agradecerei com tempo, porque esta semana estou menos palavrosa...E inspirada.
Espero que o teu gatinho se recupere :)
Abraço
Marta M
Marta M a 15 de Setembro de 2011 às 18:54

Marta, O vídeo já conhecia e é delicioso. põe qualquer pessoa a sorrir ou mesmo a rir. É disso que precisamos quando a nossa vida nos quer pregar partidas.
Pelo que me apercebi ainda não tem Escola, e isso vai desfazendo-a um pouco a cada dia que passa. Marta, continue a confiar e a acreditar , a Vida dar-lhe-á melhores dias.
Um abraço
miilay
miilay a 8 de Setembro de 2011 às 15:39

Miilay :
Sim este riso absolutamente contagiante e evoca tempos tão, tão bonitos que dói (no bom sentido) lembrar :)
Quanto ao resto, pois não sendo fácil, também não me deprime de forma tão profunda...Aguardo com calma que a colocação há de chegar com tantas escolas sem professores. Não é a primeira vez que aguardo..
É ter serenidade.
Agora, claro, alegre e entusiasmada, não consigo estar..
obrigada pelos teus votos :)
Abraço
Marta M
Marta M a 15 de Setembro de 2011 às 18:59

Pois é Marta, tenho a certeza que este texto maravilhoso vai de encontro ao pensar e sentir de muitas pessoas. Temos que seguir em frente, as perdas e ganhos fazem parte da nossa existência, são partes e momentos da nossa vida, que ou bem ou mal vamos conseguindo levar, em situações piores ultrapassar, mas a verdade é que as boas lembranças ficam sempre e nada melhor que o riso e as gargalhadas das crianças. É tudo de bom!!..

Nossa, como as risadas são contagiantes...não tem como ficar indiferente..., é o suficiente para mover montanhas.

Beijinhos
libel a 9 de Setembro de 2011 às 10:35

Sim Libel, muito contagiante :)
Cá vamos Libel, com calma e a torcer por melhores dias..
Que hão de vir, eu sei :)
Abraço e grata pela visita
Marta M
Marta M a 18 de Setembro de 2011 às 21:12

Bom dia Marta
É uma fofura o vídeo .
Temos de combater os momentos maus...como não sei bem, já que ando assim um pouco...apatica.
Vamos andando!
Tem um miminho no meu blog.
Beijinho
geriatriaaminhavida a 9 de Setembro de 2011 às 11:56

Em primeiro lugar: Muito, muito obrigada por te lembrares de mim e me presenteares com um miminho.
Estou bem precisada :)
Prometo dar-lhe seguimento breve.
Abraço grato pelo mimo e pela simpática visita:)
Marta M
Marta M a 18 de Setembro de 2011 às 21:19

Querida amiga

Quando tudo em nós
é dúvida, ou tristeza,
os filhos são sempre
o oásis de esperança
que a vida coloca
em nosso caminho.

Viver é sentir os sonhos
com o coração.
aluisio cavalcante jr a 10 de Setembro de 2011 às 01:20

SIm, meu amiga:
Viver é colcoar alguns sonhos em prática, mesmo que outrso fiquem pelo caminho...
Abraço grato pela visita :)
Marta M
Marta M a 19 de Setembro de 2011 às 14:26

ERRATA: "Amigo", claro :)
Marta M a 19 de Setembro de 2011 às 14:27

Pela vida fora temos de contabilizar as tais "Perdas & Ganhos", e que muitas vezes são oscilantes. Talvez a forma de ultrapassar e encontrar equilíbrio nestas contas seja através da família, dos amigos e principalmente na gargalhada inocente de uma criança que nos dá alento para seguir e continuar a querer…
Esperemos superar este momento em que a balança parece pender apenas no sentido das Perdas. Tentemos descobrir vontade para deixar o olhar brilhar com coisas simples. Que os problemas sejam encarados como metas a ultrapassar. Um de cada vez. Cada dia.
Mas o comodismo, esse, assusta-me.
Podemos viver com boas recordações. Mas não vivemos de boas recordações.
Então: Lutemos por nós e por quem merece o nosso olhar, a nossa tenção, o nosso empenho.
Que a esperança chegue sempre em hora acertada.
DyDa/Flordeliz a 10 de Setembro de 2011 às 15:50

Flor:
"Então: Lutemos por nós e por quem merece o nosso olhar, a nossa tenção, o nosso empenho" - Às vezes não tenho nada a acrescentar a certas palavras, tamanho o acerto...
:)
Abraço grato
Marta M
Marta M a 19 de Setembro de 2011 às 14:29

Olá Marta!

O vídeo está lindo. Fantástico.

Já somos duas, quando o dia não me corro tão bem, como eu desejava, fico com nostalgia e então vou ver fotos dos meus filhos quando eles eram crianças. Para mim é um dos maiores prazeres recordar a fase linda da sua infância, os seus risos, gargalhadas.
É tão bom... Consola a minha alma como os raios de chuva depois da chuva.
Um beijo
Goretti
Os poemas sobre a velhice a 14 de Setembro de 2011 às 20:31

Olá :)
Seja bem vinda a esta tribo :)
E sim, a infância dos nossos filhos lava-nos a alma, como o sol -sim...
Ainda bem que tantos entenderam este meu post - é bom sentir-se acompanhada, não é?
Marta M
Marta M a 19 de Setembro de 2011 às 14:51

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28
29


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
Lugares que Também visito ;)
http://optimismoemconstrucao.blogspot.com/ http://joaodelicadosj.blogspot.com/ http://theosfera.blogs.sapo.pt/
pesquisar neste blog
 
Contador de visitas ...
E neste planeta...

contador gratis
blogs SAPO