Quinta-feira, 18 de Agosto de 2011

Alexandre O’Neill, no seu longo poema AUTOCRÍTICA , 1965, escreve a um dado momento:

A poesia é a vida? Pois claro!
Conforme a vida que se tem o verso vem
- e se a vida é vidinha, já não há poesia
que resista….

 

Há dias escutei alguém retorquir que o que eu dissera ficava bem nas páginas de um livro...Como se as verdades que vamos percebendo e acumulando a duras penas e vivências, não fossem por isso mesmo - porque se imprimem em nós - quase poéticas e impactantes porque as sentimos eternas. E são-no porque fizeram eco aqui por dentro, onde tudo toma outro sentido e se encaixa em nós na perfeição. E então surge essa necessidade de partilhar, particularmente com quem não as quer ouvir e precisa...Hoje.

Mais, são verdades - por estas ou por outras palavras menos poéticas. Daquelas incontornáveis que mesmo não se querendo hão de ouvir-se, senão de nós, da vida, da boca de alguém e provavelmente com palavras menos bonitas...

Sim aceito, é possível não usá-las, podemos só acumular dias e experiências, ir vivendo e, provavelmente, repetindo erros, pessoas e circunstâncias e nunca nos permitir recorrer a estas supostas "frases-feitas" ou máximas...

Mas o certo é que elas batem cá dentro e são realmente úteis e inspiradoras. E mais acredito que, uma vez interiorizadas, podem servir de orientação e bússola para o caminho em dias que o nosso raciocínio não produz respostas, nem coerência...E será útil ainda lembrar que os outros, os que as fixaram em palavras e papel, também as viveram na carne...

Podemos viver a vida como disse O´Neill como se ela fosse só "vidinha", sem lhe procurarmos uma dimensão maior e mais  integrada num todo que, aceitemos ou não, não se domina na totalidade. Ou fazemos de conta tudo é aleatório e desprovido de sentido...

Sim podemos ir tentando ignorá-las até ao dia em que nos hão de cair em cima...

 Há coisas que não se explicam -vivem-se. E cada um na sua pele e ao seu ritmo -eu sei.

Mas custa ver tanta resistência e ficar caladinha...

Acredito profundamente que vida se faz com elevação todos os dias e com uma aposta sempre renovada em nos aperfeiçoarmos enquanto cá andarmos.

Se desistimos disso, se nos contaminamos e nos deixamos arrastar pela mediocridade, nunca perceberemos a profundidade e potencialidade que existe em nós ou sequer realizaremos a nossa singularidade irrepetível.

De facto, se não resistimos, se não mantemos os nossos olhos para cima, se não nos inspirarmos em frases poéticas que nos elevam o espírito, se não estamos centrados no que é importante...

Pois, assim, não há frases para livros, não há poesia...E a vida é mesmo só -"vidinha".



publicado por Marta M às 02:14
Olá minha amiga. Direi só que adorei. Que me revejo aqui e que de momento optei pela vidinha tentando encontrar força para olhar para cima e inspirar-me de novo em frases poéticas que me elevem o espírito como tão bem diz amiga. Por isso parei. estar a pôr-me em baixo e a azucrinar a vida de outros com as minhas lamechices e pobrezas mais vale parar, ponderar e crescer porque não? Um imenso beijinho. Gostei imenso!!! Feliz fsemana para si e os filhotes e todos que ama. Tudo de bom!
Fátima Soares a 18 de Agosto de 2011 às 17:43

É isso Fátima: Procurar inspiração numa pausa voluntária e voltar à nossa essência - é por aí amiga.
Escreva se lhe faz bem à alma e ajuda arrumar-se por dentro.
Espero que esteja bem na companhia dos seus e que aproveite bem uma família que tão unida me parece :)
Um luxo nestes tempos :)
Abraço
Marta M
Marta M a 24 de Agosto de 2011 às 20:14

Olá Marta
Gostei de ler os seus textos. Sim, sejamos para a vida e para a dignidade.Entre tanto tédio e tanta tristeza pelo menos dá-nos dignidade.
Voltarei aqui.
Eu também sou de Coimbra, embora viva exilado no Porto.
Beijinhos
henrique doria a 19 de Agosto de 2011 às 01:09

Boa noite:
SIm, é verdade, dá-nos dignidade e inspira quando tudo o resto parece querer nivelar por baixo.
E ajuda definitivamente a fazer com mais leveza o caminho...
Bom saber que conhece bem a nossa terra
Obrigadapela visita e pelo comentário.
Marta M
Marta M a 24 de Agosto de 2011 às 21:58

Olá Marta
A palavra "vidinha" não se encaixa de modo algum na tua forma de estar, de ser e de olhares o mundo.
Embora não tenhas a pretensão de deixar aqui na tua escrita frases célebres, deixas contudo um pouco da tua vida e da tua experiência , que só por si constituem a riqueza inerente a quem pensa, a quem questiona e a quem pauta a vida pela constante procura do equilíbrio e aperfeiçoamento.
Por vezes é necessário apoiar-nos a uma bengala e aí recorrem-se aos pensamentos dos grandes mestres que nos vão servindo de arrimo para que a nossa caminhada seja feita com mais coerência.
Mediocridade não é palavra que faça parte do teu viver e para isso basta atentar nas tuas palavras e perceber que algo de grande e elevado emerge da tua alma e do teu coração, fazendo da tua vida um belo poema.
Continua assim amiga..eu admiro-te por isso e outros te seguirão.
Bom fim de semana.
Beijinhos
sentaqui a 20 de Agosto de 2011 às 10:04

Eu sei amiga, eu sei que conto contigo e, felizmente, com a tua compreensão para todas as dúvidas que andam dentro de mim. Eu sei.
E sei da tua amizade generosa e das boas palavras que tens para mim. :)
E sei da sorte que foi cruzar-me com alguém com uma sabedoria e uma alma como a tua e que tanto me tem ensinado :) De coração te digo.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Eu sei amiga, eu sei que conto contigo e, felizmente, com a tua compreensão para todas as dúvidas que andam dentro de mim. Eu sei. <BR>E sei da tua amizade generosa e das boas palavras que tens para mim. :) <BR>E sei da sorte que foi cruzar-me com alguém com uma sabedoria e uma alma como a tua e que tanto me tem ensinado :) De coração te digo. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Procuro,procuro</A> , e gostaria de crescer como pessoa até ao último dia. E de ser uma boa referência para os meus filhos e para os meus alunos, pelo menos. <BR>Já ficava contente :) <BR>Abraço grande e grato <BR>Marta M
Marta M a 24 de Agosto de 2011 às 22:07

...se pudermos viver a sério cada dia... que importante para cada um de nós, que importante também para os outros. Afinal a nossa vida tem sempre reprecussões sobre o que nos rodeia... e é tão importante que haja poesia, memso sem palavras!
Beijinho com saudades
Isabel
Isabel Maia Jácome a 21 de Agosto de 2011 às 12:22

Isabel:
Agradeço muito esta visita sempre tão agradável e tão sensível.
Espero que a situação da sua mãe se tenha estabilizado e evoluído pelo melhor. Acredito que tanto amor ajuda :)
Abraço
Marta M
Marta M a 24 de Agosto de 2011 às 22:55

Olá Marta,gostei imenso do que li.Faço os possíveis por passar por a vida e deixar a minha singularidade. Quantas vezes temos que nos inspirar nas artes, para nos continuarmos a aperfeiçoar.
Uma Boa Semana
miilay
miilay a 21 de Agosto de 2011 às 22:49

Sim, nas artespara nos elevarem o espírito da "vidinha" não é?
Concordo, claro
Abraço
Marta M
Marta M a 24 de Agosto de 2011 às 23:01

Marta Tenho estado ausente tb

Tenho vivido momentos complicados,tristes

Ja te quiz comentar,mas meu marido teve em casa alguns dias e depois outros dias como estes teem sido tristes

Gosto muito de te ler, gosto muito de responder, tens grande ensinamento a dar me e gosto de ti

Algumas frases que dizes e que concordo, serem maximas para algumas pessoas, podem nao ser para nos e nos identificarmos, mas existem outras que sim e sim batem ca no fundo, pq no fundo nos dizem algo

Concordo em pleno c o que disseste...tudinho....

Beijinhos e obrigada p vires ao meu cantinho
luadoceu a 22 de Agosto de 2011 às 09:04

Olá Lua:
Eu é que te agradeço o teu carinho e a tua visita.
Todos aprendemos com todos, podes apostar nisso e ninguém está excluído.
Abraço a ti e à tua menina
Marta M
Marta M a 24 de Agosto de 2011 às 23:03

Olá Marta
Ao ler-te relembrei-me de uma formadora que nos dizia" não devem dar conselhos a ninguém para depois não se virem a arrepender".
Embora por vezes sigo esse ensinamento, outras é impossível ficar caladinha.
Quantas vezes não aprendemos por ouvir as experiências dos outros?
Quantas vezes não pensamos duas vezes antes de tomar uma decisão só por nos lembrar-mos de uma "frase feita"?
Como sempre adorei ler o post.
Beijinho
geriatriaaminhavida a 23 de Agosto de 2011 às 11:42

É verdade amiga, algumas frases-feitas são mesmo uma boa saída e, inúmeras vezes, um conselho acertado :)
Obrigada pela visita e por entenderes a minha escrita de "pensar alto"
:)
Abraço
Marta M
Marta M a 24 de Agosto de 2011 às 23:06

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
19
20

21
22
23
25
26
27

28
29
30
31


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
Lugares que Também visito ;)
http://optimismoemconstrucao.blogspot.com/ http://joaodelicadosj.blogspot.com/ http://theosfera.blogs.sapo.pt/
pesquisar neste blog
 
Contador de visitas ...
E neste planeta...

contador gratis
blogs SAPO