Sexta-feira, 23 de Julho de 2010

A Patrícia  foi minha aluna há dois anos, no 11º ano, e tem hoje 17 anos.

Descrevendo-a assim, parece uma jovem como tantas outras que passam pelas minha mãos em cada ano.

Mas não é.

E não é por muitas e diferentes razões: pela coragem, pelo espírito inquieto, empreendedor e particularmente auto-didacta que revela e pratica.

A Patrícia lê, aprende, escreve e fala sempre de forma sincera procurando melhorar-se e avançar na vida. E eu vejo isso.

A Patrícia não é de sorriso fácil (terá as suas razões) nem de muitos entusiasmos, na verdade tem uma postura e um olhar perscrutor, sedento de aprendizagem e uma atitude invariavelmente atenta.

A Patrícia é quase demasiado madura para a idade e carrega um peso enorme para a sua ainda curta vida...E tem razões para isso, a vida não lhe foi fácil,  pelo contrário tocou-lhe viver circunstâncias familiares  difíceis e que são mais um lastro do que uma boa base para iniciar a vida ...

Mas ela não desanimou, e da dificuldade vai sabendo fazer uma oportunidade e nas contrariedades encontra desafios que  vai superando...E consegue nesse exercício mostrar como alguém tão novo possui uma sabedoria que muitos não conseguem acumular apesar das múltiplas lições e oportunidades quer recebem na vida.

E ninguém  a ensinou a ser como é.

Neste mês, tal como havia combinado com as minhas alunas fui assistir à suas defesas de estágio e apresentações finais (Prova de Aptidão Pedagógica - PAP), à Patrícia especialmente prometera não faltar.

Lá estava ela ao fundo do corredor a  correr para mim com os braços estendidos e o sorriso aberto, mas nervoso. E estava mesmo intranquila e a sua pele não o negava, salpicada que estava de manchas vermelhas e coberta de suores frios.  Todas as professoras e amigas tentámos que se acalmasse. Em vão.

A responsabilidade era demasiado alta.

Tal como prometido mantive-me muito próxima e atenta e ela começou a falar...Apesar do tom hesitante, foi desenvolvendo a sua apresentação e a respirar ora fundo, ora ofegantemente, entre frase e slides...Até que a sua voz sumiu e o silêncio instalou-se.

Percebeu-se que a voz da Patrícia embargara, travara, e a sua cor mudara.

Em segundos caiu desamparada no chão de madeira e um tremendo susto toma conta de todos.

Por estar mais perto cheguei antes e virei-a de lado, a sua directora de turma em segundos estava ao nosso lado e abria janelas procurando que a Patrícia desse sinais de si.

Ela voltou, pálida e um pouco desorientada, mas com os seus grandes olhos abertos e, se bem a conheço, já procurar a forma de reverter aquela partida que o seu organismo lhe pregara. E nunca com pena de si mesma, porque a Patrícia tem um sentido de lutadora, não de vítima.

Algumas professoras e próprio júri propuseram que ela desse por terminada a apresentação, pelas circunstâncias e porque já demosntrara que dominava o tema.

Em silêncio procurei os seus olhos (em tempos de crise, e sendo desnecessário,gosto de observar mais e falar menos...) e percebendo a situação e o seu sentir, perguntei-lhe o que queria fazer, ela entendeu e respondeu:

- "Quero continuar, claro, setora, já sabe."

Claro que eu sabia, a Patrícia nunca se iria perdoar se desistisse a meio, fossem quais fossem as circunstâncias. Por isso nunca lhe propus terminar antes do tempo.

Ela leva qualquer desafio até ao fim e com dignidade.

Eu conheço a força daquela alma.

A apresentação ganhou ritmo lentamente para terminar com a sua voz forte e consistente e o seu sorriso de alívio e orgulho.

Todos os presentes na sala reconheceram  a sua atitude e a sua força, era impossível não o fazer.

Ainda bem que as novas gerações mostram esta força e esta determinação e nem todos estão acomodados.

Menos ainda os que têm mesmo que lutar a dobrar.

Deus abençoe e conserve essa força da Patrícia ;)

É um gosto ter sido tua professora e agora tua amiga.

Estou atenta.

 



publicado por Marta M às 16:21
É de facto um orgulho lidar com pessoas como a Patrícia. Muitos jovens não seriam capazes de continuar. Lá está... penso que de alguma forma aprendemos muito com a vida e ela já passou o seu mau bocado. Que tenha muita sorte para juntar à força que tem.
Um beijinho e bom fim de semana.
Rosinda a 23 de Julho de 2010 às 17:29

Rosinda:
Há alguns anos atrás, não entenderia esse comentário sobre, para além da se fazer rudo bem e no limite das nossas condições, ainda ser preciso "ter sorte"...
Mesmo nem sempre nós sabendo o que é isso de "sorte"...
Agora, mais madura, entendo-o e comprovo-o.
Esperemos mesmo que ela a tenha ;)
Obrigada e pelas sábias palavras.
Marta M
Marta M a 28 de Julho de 2010 às 16:48

Olá Marta tudo bem? Então ficou contente com o resultado da sua runa :) Quanto á Patrícia essa jovem lutadora que é um exemplo até para muito adulto. Que a vida lhe sorria sempre se até aqui lhe negou muito e que ela alcance tudo mas tudo a que se proponha. È bom ter assim alunos, mas assim ter professores é uma bênção Um beijinho e bfsemana .
FatimaSoares a 23 de Julho de 2010 às 21:43

Fátima:
A Patrícia é de facto uma lutadora e uma rapariga que faz a diferença neste tempo em que muito se fala da falta de valores...
É por isso que gosto (adoro) divulgar bons exemplos ;)
Para citar e elencar os maus, já há muita gente a fazer (e justificadamente) coro.
Prefiro exaltar o outro lado ;)
Abraço
Marta M
Marta M a 29 de Julho de 2010 às 17:48

Querida Marta:
Admirável como essa rapariga tem evoluído e tu a acompanhar como mãezinha!
Só tu!
Beijos....
P.César
P. César a 24 de Julho de 2010 às 17:37

César querido:
Bom andares novamente por aqui ;)
Sim já sabes que os vejo como "filhos", embora alguns me necessitem mais do outros.
Procuro estar a tenta e incentivar ;)
Apesar do discurso,sei que és um pouco assim ;)
Abraço e Boas férias!
Marta M
Marta M a 29 de Julho de 2010 às 17:51

Vale a pena investir em jovens como ela. A força de vontade e perserverança pode levar longe, o que importa é nunca desistir. Pode levar muito tempo, mas jovens assim acabam por se destacar na vida...
Bjns
cuidandodemim a 24 de Julho de 2010 às 19:08

Vele, vele amiga.
Principalmente para se verifica o retorno ;)
Animador, não é?
Abraço
Marta M
Marta M a 30 de Julho de 2010 às 15:22

Errata:
"VALE, VALE..."
Claro ;)
Marta M a 30 de Julho de 2010 às 15:23

Olá, Marta!
Dentro de cada um de nós, existiu sempre, esta linda menina, a Patricia, descrita tão viva e tão presente, que se me cortou a respiração!
Mas seria tão bom que, ao lado de cada um de nós, existisse sempre uma Mestra Inteligente, e incentivadora, como tem sido, ao longo da sua vida, a minha queridamiga Marta!
Um bom fim-de-semana!
Marcolino
Marcolino a 24 de Julho de 2010 às 20:04

Tem razão Marcolino:
Existe um/a jovem assim forte e empreendedor/a dentro de cada um de nós.
Não a deixar morrer ou esmorecer ou desiludir é trabalho de toda uma comunidade para além dos professores ;)
Por esta e outras razões sou quase "implacável" com quem escandaliza e faz desacreditar no futuro um jovem.
Por isso o desemprego juvenil me horroriza...Entre outros problemas que os afectam.
Obrigada por compreender ;)
Abraço
Marta M
Marta M a 30 de Julho de 2010 às 16:38

Olá Marta
Á medida que ia lendo sobre a Patrícia, ia intuindo valores que tu tão bem soubeste descrever ácerca da tua aluna.
Digo muita vez que as dificuldades aguçam o engenho e mais uma vez se revela a grande verdade desta afirmação, quando com força indomável e um enorme querer se assiste a um momento tão comovente.
Penso que um dia, ainda verás subir bem alto esta menina e tenho a certeza que nessa altura tu pensarás: Vale a pena ser professora!
Bom fim de semana
Beijos
Manu
Existe um Olhar a 24 de Julho de 2010 às 23:11

Manu :
Vale, vale. Mesmo com aqueles que se perdem e escapam da malha, há alguns que ajudamos e vemos crescer e evoluir por dentro e por fora.
Vale a pena os sacrifícios, as horas, a preocupação e o empenho.
Quando acreditamos em alguém e esse alguém acredita em si mesmo o resultado aparece ;)
Obrigada, sei que partilhas essa certeza:)
Abraço
Marta M

Nota: Imagino-te por paragens distantes, acertei?
Marta M a 31 de Julho de 2010 às 17:35

Olá amiga :)

Esperava que eu gostasse?
O post está Perfeito que mais poderia eu dizer? Só lhe tenho a dizer que fiquei completamente sem palavras e sem saber que lhe responder, daí a demora ;)

Sei que me conhece demasiado bem, conhece os meus estados de espírito, conhece mais que bem a minha escrita mas, principalmente conhece e sabe a força que me move e moveu para ter chegado onde cheguei, tem a capacidade de me olhar nos olhos e 'ver' o que penso, já aconteceu isso por mais de uma vez, fala do que me vai na cabeça e responde ao meu pensamento sem eu nem sequer ter falado em nada.

Desistir? Jamais farei disso um acto, será sempre uma palavra da qual não tenciono fazer uso. No entanto, sempre que sair de alguma situação a 'perder' vou levantar a cabeça e tentar de novo, sei bem que o mais importante é nunca desistir, e isso depende inteiramente de mim. Prefiro ter a capacidade de voltar a tentar de novo de modo a conseguir alcançar o que quero do que simplesmente resignar-me a baixar a cabeça, cruzar os braços e lamentar pelos cantos a 'má sorte' da vida.

Obrigada, um enorme OBRIGADA do Coração por tudo e tanto que me deu, transmitiu, ensinou e sobretudo pelo tempo que dispensou e puxou por mim, há dois anos. Quem realmente era estava ‘escondido’, bastou ter puxado um bocadinho por mim, para revelar ao 'Mundo', quem e como era verdadeiramente. Tinha tudo a nível do Ser ('' a coragem, o espírito inquieto, o sentido de lutadora, a força da alma,'' etc.) quanto tenho agora neste momento mas, só faltava demonstrá-lo e você lutou por isso, sem nunca DESISTIR.
Eu tinha as raízes mas faltava deixá-las crescer, você mudou-lhes o vaso para crescerem livremente e acho que já lhes começou a ver os frutos :)

Nunca existirão palavras ou gestos que agradeçam tudo o quanto fez por mim, principalmente esta última parte ;)
Fica a saber que tenho um enorme Orgulho em tê-la como amiga, que Deus a conserve sempre como até aqui e também do meu lado :)

Prometo não desiludir !!
Beijinhos Grandes
Patrícia Mateus a 25 de Julho de 2010 às 01:46

Querida Patrícia:
Claro que não me vais desiludir e claro que nunca deixarei de puxar por ti, ou melhor "exigir"de ti como sempre fiz, não é? Bem te deves lembrar que te disse demasiados vezes que alguns de nós nascem com maiores responsabilidades e têm que as assumir.
Faz parte de ser uma espécie de "milagre" em certas famílias...
Lembras-te destas palavras entre as muitas que trocámos pelos corredores da escola? Sei que as tens inscritas no coração e actuas em conformidade e issoépara mim (e para os teus, tenho a certeza) motivo de orgulho.
Limitei-me a criar as condições para que a semente promissora que és tivesse oportunidade de lançar raízes e crescer, crescer...
Porque outros precisam de ti e do teu exemplo...
Quem sabe até onde?
Também eu aprendi muito contigo e considero isso um privilégio. Abraço de coração e até qualquer hora.
;)
Marta M
Marta M a 31 de Julho de 2010 às 17:50

Depois de te ler a ti e à Patrícia só pensei que não tinha palavras para expressar a comoção que senti. Bem hajam e permaneçam unidas na força dos vossos corações.
descobrirafelicidade a 25 de Julho de 2010 às 12:22

Teresa:~
Acabo de publicar mais um post e..novamente falo de educação e dos alunos.
Pareço uma daquelas pessoas que não têm vida para além da escola...E não consigo ficar de férias!
Mas que queres? Sou assim, pele de professora o ano inteiro e, nos intervalos, tento consertar o mundo ;)
A Patrícia é mesmo especial eu tenho tido a sorte de ter alunos/as como ela ao longo da minha carreira.
Uma menina com alma de "gente grande" Enorme!
Viste como escreve lindamente apesar da idade?
Abraço e espero que esteja de férias a sério ;)
Marta M
Marta M a 31 de Julho de 2010 às 18:27

Olá Marta!

Que essa bonita união e carinho se mantenham por muito tempo!

Abraço para ti
Caminhando... a 26 de Julho de 2010 às 23:00

Joana:
Agradeço a tua sensibilidade e a tua compreensão.
E a solidariedade ;)
Preocupa-me ainda aquela situação da maiga comum...Continuo sem notícias e é tão estranho.
Abraço
Marta M
Marta M a 1 de Agosto de 2010 às 22:12

Errata: "amiga"
Marta M a 1 de Agosto de 2010 às 22:13

Olá Marta,

Confesso que chegou uma parte em que quase me senti como a Patricia a meio da prova, mais para lá do que para cá, tal foi o aperto que senti no coração, ainda bem que ela não demorou a voltar, e que o resultado apenas veio reafirmar tudo aquilo que de ínicio tão bem descreveste e que essa menina conseguiu mais uma vez provar: a sua coragem, determinação e força de vencer!!..Uma lutadora a quem eu faço vénia, desejando muita saúde, sucesso e muitas felicidades.

Foi um momento mágico esse, essas pessoas são o futuro de amanhã e vendo nesse prisma, parece-me um futuro risonho!!..


Beijokas às duas, aluna e setora, duas forças motivadoras...
libel a 27 de Julho de 2010 às 16:24

Libel :
Imagino que sim, com a tua empatia e energia naturais, deves ter entrado totalmente no clima ;)
A Patrícia é um exemplo de coragem e uma força da natureza tendo em conta o contexto onde viveu e vive. Não me canso de a elogiar, de a incentivar e de tentar que chegue tão longe quanto possível.
É um daqueles casos de sucesso que uma professora adora ter no coração
:)
Abraço e boas férias!
Marta M
Marta M a 1 de Agosto de 2010 às 22:18

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
30


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
Lugares que Também visito ;)
http://optimismoemconstrucao.blogspot.com/ http://joaodelicadosj.blogspot.com/ http://theosfera.blogs.sapo.pt/
pesquisar neste blog
 
Contador de visitas ...
E neste planeta...

contador gratis
blogs SAPO