Domingo, 20 de Junho de 2010

 

 

 

É esta a frase que ano após ano, escrevo, ao despedir-me deles, no quadro negro, na minha última aula em cada turma.

Porquê?

Porque no fim tudo se há de resumir a isso. Às escolhas que em cada momento cada um daqueles jovens há de fazer...

E hão de fazê-las por recurso à cultura que têm e à informação que tiverem acesso.

E à sua circunstância, claro. Mas isso já eu não posso influenciar para além de um certo limite...

É por isso que procuro ensina-los a pensar a partir e para além dos conteúdos programáticos..

A noção clara da  instrumentalidade dos conhecimentos que lhes vou tentando passar devem, para além de todos os dados e datas, permitir que tenham do mundo uma visão geral e organizada que lhes permita interpreta-lo, interagir com ele de forma assertiva e permitir que se tornem cidadãos conscientes e...interventivos. Sim interventivos, porque o mundo é principalmente o que nós fazemos dele e não somos meros espectadores.

 Ou não podemos ser, diria melhor.

Fiz uma proposta aos meus alunos do 9º ano, nestes termos:

"Já se sabe que a melhor forma de aprender é aprender fazendo.

Assim e porque a História deve fomentar o teu espírito crítico e contribuir para a construção da tua cidadania plena, proponho que reflictas sobre os conteúdos leccionados nas nossas aulas e, a partir dos factos e da tua reflexão sobre eles, fales sobre a paz e sobre a tua/nossa responsabilidade na sua construção e manutenção.

 

Questão Orientadora: “ O que aprendi sobre a Paz ao estudar as duas Guerras Mundiais do Século XX.”

 

Os alunos agarraram na ideia e, mais ainda, quando acrescentei à proposta a ideia ilustrativa de, nesse dia, fazermos uma exposição na escola e  virmos todos vestidos de hippies, recriando um certo ambiente (com reservas, claro) à Woodstock (com violas, pandeiretas e a rádio escolar) e oferecendo flores e música a toda a comunidade escolar. A actividade foi um sucesso e eles para além dos trabalhos exposto (Cartazes, dossier, Powerpoints, etc) o espírito de "renovação" e de esperança dos anos 60 e dos seus Movimentos Cívicos, entrou nas suas mentes e impregnou o seu vestuário e quero acreditar, os seus corações...

Mas o mais bonito foi verificar o quanto aprenderam sobre a vida e sobre a humanidade que todos partilhamos a partir do estudo dos temas do programa e deste trabalho final.

A história, repito-o deve ensinar o valor de cada homem e a dimensão que pode tomar o seu seu contributo pessoal, ou que existiram soluções melhores que outras e que as crises já existiram e foram, de uma forma ou de outra, ultrapassadas. E que, como em tudo na vida, há que relativizar e dar a cada questão o seu tamanho, mas principalmente, às vezes, tempo ao tempo.

Provavelmente no próximo ano não estarei com eles ( o nosso agrupamento foi extinto e eu mudo de escola) mas acredito que ficou lá uma semente que há de florir...

Mesmo que eu não presencie, sei que, numa ou noutra altura, estas aprendizagens hão de ser-lhes úteis.

Deixei-os sair da sala com essa certeza.

;)



publicado por Marta M às 16:28
Minha querida Marta|! Que lindo. A sua maneira de os preparar de plantar a tal semente que acredito também dará árvores frondosas. História era uma das minhas disciplinas favoritas bem como tudo o que sempre disse respeito à cultura dos países aos seus porquês das coisas e fazer escolhas é realmente o nosso caminho na vida. Delas depende muito do que somos e do que ensinaremos a ser aos nossos filhos. Ainda bem que está melhor minha amiga. desejo-lhe de coração tudo de bom como quero para mim. Admiro-a e gostaria que muitos tivessem essa forma de estar que mostra. Um imenso beijinho minha amiga.
Fátima Soares a 20 de Junho de 2010 às 17:45

Olá Sindarin:
Procuro ser coerente, às vezes nem isso é suficiente, mas fico em paz comigo e deixo-os partir de coração leve ;)
Abraço e obrigada pela atenção que me vai dando.
Marta M
Marta M a 24 de Junho de 2010 às 16:55

Bom dia Marta M.!
Sempre admirei a profissão que exerce, porque é fundamental na vida das pessoas o saber... tenho a certeza que os seus alunos terão conhecimentos superiores ao estabelecido, pois tiveram óptima professora!
Beijo
Rosinda a 21 de Junho de 2010 às 08:14

Rosinda:
Assim espero, para isso me esforço.
Veremos como evolui a vida.
Aposto nas boas surpresas ;)
Abraço
Marta M
Marta M a 24 de Junho de 2010 às 16:56

Com certeza que deixaste uma marca importante na vida destes teus alunos. Que agora, com o fim das aulas, venham dias mais descansados!
Bjns
cuidandodemim a 21 de Junho de 2010 às 18:37

Olá!
Tentar tento, todos os anos e, acredito,comtodos eles...
Algumas vezes acredito que consegui e vejo-o, outras confio!
;)
Abraço
Marta M
Marta M a 24 de Junho de 2010 às 21:50

Querida Marta, obrigado pela partilha.
Hoje, enquanto tirava todos os cartazes da sala, senti aquele frio na barriga...qie reflecte mesmo o fim. Ou o começo. Não sei bem.
Estamos todos muito cansados e nada prontos para esta sessão de reuniões que se segue:)! Seija!
Deixei no meu blogue a mensagem para os pais e alunos. Acho que se vai rever em muitas coisas que lá escrevi.
Um beijinho e até já!
João Nuno
http://joaonunomb.spaceblog.com.br
João Nuno a 21 de Junho de 2010 às 21:05

Olá Nuno:
Já fui ao seu blog e gostei de conferir que muitos de nós acreditam nesta profissão ;)
Os seus alunos também têm imensa sorte ;)
Marta M
Marta M a 24 de Junho de 2010 às 21:52

Olá Marta!
Antes de mais, espero que a tua saúde esteja melhor.

Em relação ao teu post, mais uma vez é visível a Luz que tens. Nota-se que adoras o que fazes e, educas e formas seres humanos. Que riqueza têm os teus alunos por te terem tido nos seus caminhos!

Grande beijinho Marta.
Caminhando... a 21 de Junho de 2010 às 22:30

Joana:
A minha saúde está bem melhor, mas vai muito lentamente...Nunca levei tanto tempo a recuperar-me de algo...
Acho que os anos já me vão pesando;)
Os meus alunos, lá os deixei voar...
Bom Fim de semana
Abraço grato
Marta M
Marta M a 26 de Junho de 2010 às 16:48

seija....grande erro!!!!!
peço desculpa marta;)
é a pressa...
um beijinho
João Nuno
João Nuno a 21 de Junho de 2010 às 23:29

Olá Marta
Chegou ao fim mais uma etapa de vida dos teus alunos e pelo que li, da tua também. Novos desafios, novos projectos, outros objectivos e propósitos.
Lançaste sementes e pela forma aliciante como o fizeste, tenho a certeza que delas nascerão os melhores frutos.
Ninguém poderá ficar indiferente a uma professora que se esforça por incutir bons princípios, espírito crítico, análise , reflexão e no final fechar com chave de ouro, com uma actividade que até a mim me daria prazer em participar.
Que maravilhoso deve ter sido esse final de ano.
Como terá vibrado o teu coração quando, decerto viste nos olhos dos teus alunos a alegria com que recrearam uma época tão bonita!
Por certo te encherás de orgulho quando um dia passarem por ti e te reconhecerem como a "Stora", que lhes ensinou a descobrir muitas "estórias " da História.
Desejo que a felicidade reine sempre na profissão que abraçaste.
Beijos

Manu
Existe um Olhar a 22 de Junho de 2010 às 20:07

Manu:
Se conseguir apenas a "metade" das boas realizações que elencas, já ficaria feliz....
Foi um ano cansativo, mas gratificante, tens razão. E isso torna qualquer trabalho mais leve e dá-lhe um propósito.
Ajuda a eles, mas também a mim.
E tens razão, a actividade foi colorida e bem conseguida e meu ver. Só não publico aqui fotografias, porque desde sempre decidi que o blog deve ser pessoal q.b e não deve devassar, nem expor a vida de ninguém, muito menos de menores.
Mas as fotografias estão online, na página da escola, e vou mandar-te o link por email, ok?
Continua a recuperar-me e a tomar "balanço", mas é tudo tão lento em mim...As condições são incontornáveis,ou parecem ser...
Tenho pensado em ti repetidas vezes e nos teus ensinamentos.
Marta M a 26 de Junho de 2010 às 16:54

Olá Marta venho saber se está melhor e desejar que se restabeleça por completo. Deixo um beijinho e agradeço a amizade. Tudo de bom sempre.
Fátima Soares a 23 de Junho de 2010 às 14:30

Oi Marta, enfim te escrevo !! Gosto , aprecio e compartilho com a tua forma de ser, "educadora"; acreditando que se tem sempre alguma semente para ser jogada e que possa ser colhida por esses jovenzinhos.
Um grande beijo
Olga, tua prima.
olga a 25 de Junho de 2010 às 19:05

Olguinha!
Tudo bem contigo?
Então os meus desvaneios de professora a lutar contra o sistema já se internacionalizou?
Eu, entendi, quando falámos, que também acreditas em ser "mestra" dos teus alunos e que, dar aulas, não é apenas um emprego...
Eu sei.
Abraços e beijos para todos aí.
Vou alongar-me mais no mail, ok?
Obrigada pela visita e volta sempre,ok?
Marta
Marta M a 26 de Junho de 2010 às 16:58

Boa noite Dra. Marta: Sorte a deles, azar o meu. Sorte deles porque acredito piamente que a semente vai germinar, assim se lembrem (e vão lembrar certamente) da PROFESSORA que, quis o destino, a sorte lhes ditou. Sem querer diminuir outros, mas seriam eles mais felizes se viessem a encontrar outras PROFESSORAS MARTAS. É o que espero e desejo. Azar o meu porque sempre notei um certo vazio. Boas férias Dra. Marta.
Joaquim Rodrigues a 28 de Junho de 2010 às 04:10

Olá
Sr. Joaquim:
E sabia que também é preciso sorte para nos dedicarmos à pessoas certa? No caso aos alunos certos...
Àqueles que nos respeitam, quer querem evoluir e apostam nisso o melhor de si?
E colaboram connosco, propiciando um ambiente em que TODOS vamos mais longe!
Sabe que também tive muitos alunos assim e que me ensinaram muito?
Alguns moram também com respeito e afecto no meu coração.
E deram-me tanto ou mais de quanto receberam de mim , acredite-me ;)
Abraço e obrigada pelas boas palavras.
Marta M
Marta M a 29 de Junho de 2010 às 20:28

Boa tarde Dra. Marta: A sorte é sempre uma mais valia e as pessoas também, as certas. Concordo. Quanto aos alunos certos... bem sabe que se vão encontrando poucos. Mas sabe, mais importante que os alunos são os Professores, só que a Estes não se lhes pode exigir que, ao mesmo tempo, sejam também Pais. Não pode ser. A sociedade está demasiado tolerante e os resultados estão à vista. Apesar de todas as dificuldades que já chegaram (e outras chegarão, talvez) dá a sensação que continua tudo fácil . Há pouco empenho de "todos" em relação a tudo com particular destaque para a disciplina. Na ultima reunião de encarregados de educação de determinada escola, houve uma senhora (por acaso é também Professora) que, a propósito da indisciplina na escola do seu educando me disse que vai preparar o filho para esta sociedade, porque se sente impotente par mudar as coisas. Repare, também é professora. Assim vamos. Pois, quanto ao resto, na vida é muito bom saber aprender, mas também não terá sido tanto assim. Bom, renovo-lhe os meus desejos de Boas e Grandes férias e aproveite para recuperar completamente, porque parece-me carente de algum descanso. Ou é impressão minha? Muito Obrigado por tudo Dra. Marta e que nunca Lhe falte determinação.
Joaquim Rodrigues a 29 de Junho de 2010 às 22:22

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
30


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
Lugares que Também visito ;)
http://optimismoemconstrucao.blogspot.com/ http://joaodelicadosj.blogspot.com/ http://theosfera.blogs.sapo.pt/
pesquisar neste blog
 
Contador de visitas ...
E neste planeta...

contador gratis
blogs SAPO