Terça-feira, 13 de Abril de 2010
 

 

E a conclusão:

 

 

A blogosfera parece um catálogo de propostas para encontrar o caminho, se não da felicidade, pelo menos  de "formulas" de aproximação a ela...
Ou formas de ir ao  encontro de um Bem-Estar mais duradouro e consistente.
E até, de propostas de aprendizagem de mecanismos que nos permitam ir aprendendo a lidar e a saber viver nas condições particulares (principalmente das que escapam ao nosso controlo) da nossa vida..
É passar pelas salas das minhas amigas Teresa, Nucha e Manu...
São os mails avulsos que me vão chegando, são os amigos próximos (e outros menos próximos - o que é surpreendente) que me vão falando de pessoas, de livros, de sites, de experiências, de lugares...
Tudo coincidências, pois claro.... ;)
E eu a somar tudo, e aqui do meu lugar, a tentar chegar a algumas conclusões.
Há dias em que me parece que cheguei lá,  mas eis que surge ou acontece algo que vem baralhar tudo outra vez...
E eu, obstinada, continuo a insistir...
Navegando por aí, encontrei por estes dias este livro: "Quem mexeu no meu queijo?". Depois de ler o resumo (existe online em pdf), de visualizar os vídeos, fiquei cativa da linguagem simbólica, clara, lógica e objectiva que atravessa este livro e, resolvi partilhar.
Sei que o livro foi um best seller muito conhecido há 2 anos, mas eu (confesso) só conhecia o título.
Aqui fica, espero que ajude a ir clareando as águas.
A mim, acrescentou! ;)
--------------------------------------------------------------
NOTA: Pareceu-me oportuno, em tempo de propostas, lembrar hoje o meu post sobre a LEI...


publicado por Marta M às 16:38
Olá Marta! Passei para retribuir o carinho da sua visita. A mim a net parece-me mais "esgotada" que nunca. Acho que as pessoas estão a ficar cansadas. Eu sou uma delas que me obrigo a continuar. Um grande beijinho com muito carinho.
Sindarin a 13 de Abril de 2010 às 18:47

Olá Sindarin:
Alguém que escreve tão bem e,pelo que vejo, cozinha melhor ;)
encontrará formas criativas de utilizar a internet antes dela estar esgotada.
Todos os dias há algo novo, novas janelas que nos abrem horizontes...É uma questão de depurar.
Abraço e continue a deliciar-nos também com as suas criações culinárias
;)
Marta M
Marta M a 13 de Abril de 2010 às 21:06

Olá Marta! Realmente a história é interessante. Penso que neste momento ando á procura do meu queijo novo! Lol..
´Beijinho
Rosinda a 13 de Abril de 2010 às 22:04

Amiga:
Cá entre nós,andamos todas :))
Abraço e ebrigada pela visita.
Marta M
Marta M a 13 de Abril de 2010 às 22:20

Bom dia Marta!

Todos nós nos buscamos interiormente. Contudo, em vez de nos procurarmos sem exemplos do nosso exterior, vamos dar connosco a vasculhar a internete, como se estivessemos dentro da maior galeria intelectual, das nossas vidas, mas demasiado atados, aos nossos pequeninos mundos, que não passam de uma pequenissima prateleira, pejada de libros rebuscados.

Abraço

Marcolino
Marcolino a 14 de Abril de 2010 às 08:47

Marcolino:
A seu comentário daria uma tese ;)
Agradeço-o e acrescento mais este ponto de vista ao somatório a que ando a ver se consigo dar sentido...
;)
Marta M
Marta M a 17 de Abril de 2010 às 18:47

Olá Marta
No prefácio do livro "Uma história da felicidade" de Darrin McMahon que te recomendo vivamente (ainda não acabei de ler - são mais de 500 páginas -, mas estou a aprender imenso porque é, de facto, fruto de uma investigação impressionante) pela forma profunda, detalhada e simultaneamente cativante como é contextualizado e traçado o caminho que tem percorrido o conceito de felicidade ao longo dos tempos - desde a Grécia antiga, passando pelo Iluminismo até aos nossos dias, podemos ler no 1º parágrafo:
"Podemos contemplar a história do ponto de vista da felicidade" comentou o filósofo alemão G. W. F. Hegel, mas a história não é solo onde germine a felicidade. Os seus períodos de felicidade são as páginas em branco da história".
Como nos diz D. McMahon a busca da felicidade é hoje uma preocupação mundial, com raízes profundas ou não, em muitas e diferentes tradições culturais e religiosas. Talvez seja, ou tenha sempre sido, o derradeiro objectivo humano. No entanto, a forma como é entendida, ou como os homens se propõem e esperam alcançá-la varia consideravelmente de época para época, de cultura para cultura, de pessoa para pessoa (bem ilustrado nestes vídeos). Esta busca da felicidade (do bem-estar se preferires) tão central nas nossas vidas talvez seja em si mesma, no seu percurso, o que nos levará a sentir que são as belezas do caminho percorrido, as bonitas pessoas que surgem nas nossas vidas, os verdadeiros encontros que tornam o caminho melhor do que a chegada. No meu caminho fico feliz em ter encontrado o lado bonito da blogosfera. Obrigada Marta por fazeres parte dele.
descobrirafelicidade a 14 de Abril de 2010 às 11:31

Teresa:
Este é outro comment que daria uma tese...
Não conheço o livro, mas interessou-me como pessoa e historiadora, embora estes apontamentos que tão bem ilustrariam uma aula de História , cada vez despertem menos interesse nos alunos...
A ideia de a felicidade pode estar na "caminhada" é algo que também já me fez pensar, principalmente quando, convencida que estou de "compreender" qual é o caminho , a vida dá-nos forte, levando uma amiga e nós perguntamos: "como posso sentir-me feliz por inteiro se isto está sempre a saque?"
Questões, questões...Num dia em que não estou no meu melhor.
Abraço grande.
Marta M
Marta M a 17 de Abril de 2010 às 19:31

Olá Amiga Marta!
Esta busca tem altos e baixos mas importante é nunca deixarmos de procurar a luzinha que tanta falta e energia nos dá!
Estou também contigo nesta caminhada!

Este blogobairro (como lhe chamaste há uns tempos) é de uma beleza imensa. Tão bom poder ter encontrado aqui tão bonitos coraçoes. Tão mais enriquecedor e alegre que fica esta caminhada!

Um abraço amigo
Caminhando... a 14 de Abril de 2010 às 17:13

Joana:
Boas palavras numa tarde cinzenta e triste.
Obrigada pela atenção e, como sempre, generosas palavras.
Abraço
Marta M
Marta M a 17 de Abril de 2010 às 19:34

Querida Marta!

Um beijinho muito grande neste dia triste para ti!
Gostava de poder fazer mais mas, daqui envio imenso carinho para ti.

Que fiques bem.

Já li o livro, é pequeno e lê-se muito bem. Foi num momento da minha vida em que precisava de respostas e o livro deu-me algumas... Aconselho.
Bjns
cuidandodemim a 16 de Abril de 2010 às 14:13

Olá!
Sim o livrinho é pequenino e traz grandes verdades e bons conselhos. É verdade.
Também gostei, apesar de ter sido das últimas pessoas a conhecê-o...
Shame on me!
Ainda bem que fui a tempo, numa altura em que me faz todo o sentido.
Abraço e bom fim de semana.
Marta M
Marta M a 17 de Abril de 2010 às 19:37

Vejo o mundo, somo o que me acontece, vejo os outros, as minhas circunstâncias....Escolho caminhos e vou tentando ver o "lugar" dos outros
Afinal quem penso que sou..
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
30


Aviso:
As imagens que ilustram alguns posts resultam de pesquisas no google, se existir algum direito sobre elas, por favor,faça-me saber. Obrigada.
Lugares que Também visito ;)
http://optimismoemconstrucao.blogspot.com/ http://joaodelicadosj.blogspot.com/ http://theosfera.blogs.sapo.pt/
pesquisar neste blog
 
Contador de visitas ...
E neste planeta...

contador gratis
blogs SAPO